Planejando: Você está preparada para ser mãe?


Esta é uma questão que circula pela cabeça de muitas mulheres em algum momento de suas vidas. O desejo de ser mãe, de ter e cuidar dos filhos, chega a quase todas as mulheres, mas a decisão depende muito da realidade e dos valores de cada uma delas. Algumas não duvidam, têm isso muito claro; outras desejam, mas sentem-se inseguras, não preparadas; e outras, ainda que desejem tanto quanto as demais, não encontra ou não dispõe de espaço em sua vida para ter um filho. Em todo caso, a decisão de ser mãe não deve transformar-se numa obssessão, nem tão pouco em uma circunstância sem consequências. Ter um filho é uma responsabilidade e um compromisso, uma decisão que deve ser meditada com tranquilidade, confiança e sinceridade.

O que é necessário para ser mãe
Para ser mãe, não se requer título nem experiência. Tão pouco é uma escolha que chega com um manual de instrução. Ninguém nasce preparado para ser uma mãe. No entanto, as mulheres que estão tentando ser mães podem contar com muita informação sobre saúde, educação, gravidez e parto, seja na televisão, na rádio, ou através da internet. Inclusive já existem algumas escolas para pais.

A experiência de cada mulher, de cada mãe, é única, pessoal e incomparável. Uma mãe com ou sem marido, biológica ou adotiva, será sempre uma mãe, sem diferenças. A discrepância residirá na forma de como recebe cada filho, como o educa e cuida. No entanto, existem alguns fatores que devem ser considerados pelas mulheres que estão desejando ser mães:

- É aconselhável que você tenha um parceiro com quem vai compartilhar da gravidez, a educação e dos cuidados do bebê.

- É importante para um bebê ter uma mamãe e um papai. Uma mãe solteira pode perfeitamente encarregar-se de um bebê, mas se puder ter cumplicidade e o companheirismo de um marido, melhor.

- É importante estar muito bem informada sobre os custos que supõe em ter um bebê. É recomendável que tenha economias para que possa fazer frente aos gastos que se disparam principalmente nos últimos meses da gravidez, e durante a preparação para a chegada do bebê. É necessário planejar economicamente a gravidez.

- A saúde é o mais importante quando se decide ser mãe. Além de uma boa alimentação conciliada com uma vida saudável, te ajudará a ficar grávida com mais facilidade, e também que tenha uma gravidez e um parto mais saudável.

- É aconselhável não conceber um bebê, se a mãe estiver vivendo um momento de tensão provocado por alguma doença, ou uma separação, ou uma crise no trabalho. Algumas mulheres pensam que uma gravidez pode solucionar alguns problemas, no entanto estão equivocadas. Só seria um problema a mais. Os estados de tensão podem repercutir negativamente no seu estado de ânimo, podendo levá-lo a estados de ansiedade e depressão.

- É necessário uma mentalização sobretudo o que possa enfrentar durante a gravidez. É necessário estar preparada e utilizar desse desejo para evitar doenças próprias da gravidez não a desanime nem a faça estar se queixando a todo momento. A gravidez NÃO é uma doença.

- Busque manter pensamentos positivos quanto à gravidez. Afaste-se das idéias preconcebidas e das queixas tão obssessivas. Equilibre as emoções e centre-se em cada momento de uma forma positiva.

- Ouvir a experiência de outras mães, das avós, por exemplo, é muito recomendável. No entanto, recorde que cada família é diferente e nem sempre se deve seguir os mesmos conselhos. O melhor é deixar-se orientar por si mesma ou pelo obstetra.

- Quando uma mulher está convencida de que quer ser mãe, nem sempre consegue na primeira tentativa. Neste caso, não deve deixar que a insegurança invada sua vida. Tenha paciência. Tudo chega quando tem que chegar. Não se desespere nunca.

- É importante que fique claro quanto a ficar grávida, sempre acompanhada de um profissional. Fertilidade, idade, riscos, alimentação, saúde, etc. Não rejeite nenhuma explicação. Assim se sentirá mais segura. Se desejar ter um filho, não acumule dúvidas.

Fonte: Guia Infantil
Comentários pelo Facebook
5 Comentários pelo Blogger

5 comentários:

  1. Muita coisa é presciso pra ser mãe, mas só o desejo ja diz muita coisa..tu não acha? Muitas colocam as crianças no mundo, mas ser mãe é outros 500!!!

    ResponderExcluir
  2. Com certeza amiga, querer é o maior de todos os passos.
    Mas é muito importante saber que a maternidade muda muito a vida da gente, tentar se preparar, pois é uma mudança maravilhosa, mas completa. Nem sempre estamos preparadas.

    Eu mesma, sempre achei q estava super preparada e enfrentei uma depressão pós-parto fortíssima, nunca imaginei que poderia acontecer comigo. Não que eu não estivesse preparada pra ser mãe, mas foram coisas que aconteceram e realmente podia ter me prevenido mais se tivesse lido sobre o assunto.

    bjs,
    Alê

    ResponderExcluir
  3. Alê... concordo com seu post...

    adorei!!!


    bjos

    Ro mendes

    ResponderExcluir
  4. Gosto muito deste espaço :)

    Quanto ao preparada para ser mãe, acho que todos os dias são uma incerteza. Mas vou aprendendo.

    Jinhos

    Rita

    ResponderExcluir
  5. Oi Rita, com certeza, ser mãe é um aprendizado meso, por mais que se aprenda lendo e se informe não tem como saber tudo.

    bjs,
    Alê

    ResponderExcluir

Para enviar sua dúvida, use os comentários pelo Blogger, não pelo Facebook, pois nesse não recebemos aviso e não temos como responder rapidamente.


HomeSobreAnuncieContato



Da Fertilidade à Maternidade - 2015 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger