Saiba como estimular a coordencoordenação motora de seu filho em todas as fases da vida


POR EULINA OLIVEIRA


O bebê nasceu. Ele é pequeno, se move pouco ainda e passa a maior parte do tempo dormindo. Com o passar dos meses vai adquirindo habilidades: observa tudo à sua volta, quer pegar objetos e leválos à boca. Aos poucos, progride: senta, engatinha, anda, corre... A natureza se encarrega para que tudo ocorra no tempo certo. Mas, para que a coordenação motora seja desempenhada da melhor maneira possível, é preciso que a criança receba estímulos. Uma dúvida freqüente dos pais é como fazer isso na forma e intensidade adequadas — nem mais, nem menos.

Especialistas dizem que a criança deve receber estímulos desde que nasce. E o primeiro deles é mais simples do que se pode imaginar: carinho. “Estímulos afetivos, principalmente nos primeiros seis meses, são essenciais para todo o desenvolvimento da criança, inclusive da coordenação motora”, afirma Ana Maria de Ulhôa Escobar, pediatra do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas de São Paulo. “Aconchegar a criança, cantar para ela e fazê-la perceber que é querida é um fator muito importante para promover a ligação entre os neurônios”, explica a médica.

 

É por meio dessa comunicação entre os neurônios (ou células nervosas), aliás, que se processam as respostas motoras e emocionais, além de sensações, sentimentos, pensamen tos, aprendizagem e memória. E as funções motoras, ao lado das visu ais e de sensibilidade, são as primeiras a se desenvolver no cérebro.

Brincar, brincar e brincar
A psicomotricista (especialista na integração das funções motoras e psíquicas) e professora de educação física Teresa Cristina Damiano Borghi, de São Paulo, explica que a estimulação da coordenação motora de crianças é de extrema importância porque o desenvolvimento corporal caminha ao lado da maturação do Sistema Nervoso Central. É principalmente através das vivências corporais que o cérebro amadurece e forma sinapses (trocas de informações entre os neurônios). “Quando a criança nasce, possui milhares de células nervosas que ficam ‘aguardando’ conexões (sinapses). Quanto mais sinapses forem formadas, maior será o potencial humano”, revela a médica.

ATÉ OS DOIS ANOS, UM DOS ESTÍMULOS MAIS IMPORTANTES É O MUSICAL: AS ÁREAS CEREBRAIS ENVOLVIDAS NESSE PROCESSO SÃO MUITO AMPLAS E OS SONS PROMOVEM GRANDE REORGANIZAÇÃO DO CÉREBRO, AJUDANDO A DESENVOLVER AS FUNÇÕES MOTORAS

“Os pais hoje querem que os filhos façam tudo precocemente e muitas vezes o superestimulam. Porém, o que a criança precisa mesmo para se desenvolver nos primeiros anos de vida é basicamente brincar”, afirma a pediatra Ana Maria Escobar. O neuropediatra Mauro Muszkat, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), ressalta também a necessidade de se respeitar o ritmo do pequeno ser.

“O excesso de estímulos pode causar problemas sérios, como dores de cabeça e alterações no sono”, afirma.

E é essencial que os pais participem das atividades infantis. “Eles são fundamentais na estimulação. Além de existir um componente afetivo na relação, são os que podem proporcionar momentos ou situações de liberdade de expressão, para que a criança viva seu corpo de maneira prazerosa”, explica a psicomotricista Teresa Cristina Damiano Borghi.







Fonte:  http://revistavivasaude.uol.com.br
Comentários pelo Facebook
5 Comentários pelo Blogger

5 comentários:

  1. Oi, desejo um lindo 2010 pra vocês duas, cheio de felicidade e fé!!
    Deus lhe abençoe!!

    ResponderExcluir
  2. Obriga Ju, um 2010 maravilhoso pra vc e sua família também!

    bjos

    ResponderExcluir
  3. Oi flor,

    Vim desejar um maravilho 2010!!!
    Mta saúde,paz,felicidade,dim sim rs...
    e grandes realizações.

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  4. Seus posts são D+++++
    Um ótimo 2010, muitas alegrias, vitórias e saúde em suas vidas!!!
    Bjimmmm

    ResponderExcluir

Para enviar sua dúvida, use os comentários pelo Blogger, não pelo Facebook, pois nesse não recebemos aviso e não temos como responder rapidamente.


HomeSobreAnuncieContato



Da Fertilidade à Maternidade - 2015 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger