Como aliviar os desconfortos na gravidez: azia, enjôos, inchaço, ...

A gestação é uma fase única, amei curtir minhas gestações, mas nem sempre tudo são flores, eu, por exemplo não tive enjôos, mas tive bastante azia e inchaço. Os desconfortos são comuns, mas porque eles acontecem e o que pode ajudar a diminuir ou evitá-los?

Antes de qualquer dica, a mais importante de todas, não tome nenhuma medicação sem falar com seu médico antes, mesmo que alguém próximo tenha usada na gestação, isso não quer dizer, que no seu caso é uma boa opção.

Então vamos lá:

Enjôos 

Causados principalmente pelas alterações hormonais da gestação, para amenizá-los: 
- fracionar mais a alimentação, várias refeições pequenas durante o dia e evitar ficar com o estômago vazio. 
- controlar a alimentação, diminuindo doces, gorduras, comidas condimentadas, café, chá preto, adoçantes e alimentos muito artificiais/industrializados.
- comer uma fruta ácida (laranja, abacaxi, limão) por dia, que, além de fontes de vitamina C, aumentam a absorção do ferro.
- ingerir torradas secas ou bolachas do tipo “cracker” sem manteiga em jejum pela manhã e alimentar-se vinte minutos depois é uma dica que funciona.

Azia, Queimação

A azia é causada pelas mudanças hormonais e físicas do corpo da mãe. Como o útero ocupa cada vez mais espaço com o passar da gestação, o estômago e o intestino ficam sendo pressionados e a digestão vai ficando cada vez mais lenta, formando também gases e refluxo. Em relação aos hormônios, o aumento de progesterona causa o relaxamento da válvula que separa o estômago do esôfago, o que faz com que os ácidos gástricos subam para o esôfago.

Para amenizar:
- ajuste a alimentação, dimiua alimentos muito temperados, gorduras e frituras e corte eles à noite, se não espere pelo menos 2 horas antes de deitar. Evite também chocolate, café, frutas cítricas, tomate, vinagre e refrigerantes (bebidas alcóolicas nem pensar na gravidez, com ou sem problemas de azia). Para evitar o refluxo e ajudar a digestão, faça várias refeições pequenas, de 3 em 3 horas, coma devagar, mastigue bem e não beba muito líquido nas refeições.

- procure elevar a cabeceira da cama, dormir em uma posição mais elevada, quase sentada, ajuda bastante.

- controlar o seu peso e usar roupas largas e confortáveis, também é uma dica que pode ajudar.

Gases e Intestino Preso

Causados também pelas, benditas, alterações hormonais e físicas faladas acima. A descarga hormonal deixa o intestino preguiçoso, por causa do relaxamento muscular, o que prejudica o movimento peristáltico. A prisão de ventre, ou constipação raramente é grave.

o que pode-se fazer para aliviar:

atividades físicas, desde que liberada pelo obstetra. 
- alimentação adequada, rica em fibras. 
- muita água.

Câimbras e Dormência

O surgimento das câimbras, acontece também pela ação hormonal e a compressão do sistema vascular, o que causa a dilatação dos vasos periféricos e a diminuição do fluxo sanguíneo, comprometendo a oxigenação dos músculos das pernas.  Dicas:

- use meias elásticas e faça exercícios físicos, desde que indicado pelo seu obstetra.
- com alimentos ricos em potássio como a banana, lembra do Guga, nosso tenista campeão?! :)

Falta de ar

Além do estômago, o crescimento do bebê também comprime o pulmão e reduz a capacidade respiratória da mulher, o que pode levar a eventuais crises de falta de ar. No final da gravidez, o segredo é coordenar a respiração diante de esforços maiores, inspirando e expirando com mais frequência e menos profundidade. O controle de peso também é fundamental. Treinos de respiração em aulas de ioga, meditação e similares também podem ser muito proveitosos.

Corrimento vaginal

Realize higiene genital 2 vezes ao dia, utilize roupa íntima de algodão, se houver alterações como cor amarelada escura ou verde, ardor ou cheiro intenso informe o seu médico.

Hemorróidas

As hemorroidas podem surgir ou agravar-se durante a gravidez, pois o feto exerce pressão sobre os órgãos abdominais da mulher. 

Para aliviar:

- tome um banho morno de banheira ou faça banhos de assento. Isso vai aliviar a coceira e a dor. 

- depois de evacuar, limpe bem a área afetada, de preferência com água morna ou lenços umedecidos. Outra dica é lavar a região com chá de camomila.

- há grávidas que recomendam compressas de gelo, enquanto outras consideram que o calor dá mais alívio. Experimente as duas coisas para decidir qual é melhor para você. 

- diminua a pressão da área retal para reduzir as chances de ter hemorroidas ou para aliviar a dor, caso elas já tenham aparecido. Evite se sentar ou ficar de pé por períodos prolongados e deite de lado, não com a barriga para cima. 

- peça para seu médico uma recomendação de pomada ou supositório.


Tontura e sonolência

A compressão provocada pelo útero impede o retorno venoso das partes baixas e os hormônios favorecem a dilatação periférica vascular. Isso derruba a pressão sanguínea e pode causar falta de oxigenação em várias regiões. Se o prejudicado for o sistema nervoso central, a gestante pode sofrer tonturas. Para prevenir essa situação, a recomendação é usar meias elásticas e ingerir muito líquido. Já a sonolência tem a ver também com questões hormonais próprias da gravidez, mas principalmente com a privação das oito horas recomendadas de sono por noite. A dica aqui é fazer o possível para dormir mais, o que inclui atividade física regular.

Incontinência urinária

No final da gravidez, o útero invade parte do espaço da bexiga, levando a mulher a ir mais frequentemente ao banheiro e, muitas vezes, nem consegue segurar. Ações hormonais também podem tanto reduzir a capacidade funcional da bexiga como levar o relaxamento muscular na região pélvica, causando uma perda urinária involuntária. Em geral, é um problema que costuma sumir semanas após o parto. Uma dica para prevenir é fazer fisioterapia, que fortalece os músculos pélvicos, sob a orientação de uma especialista.

Dores nas costas

Como na gravidez o abdômen aumenta de volume, alguns músculos são obrigados a um esforço suplementar, o que provoca dores nas costas.
Para evitar ou aliviar estas dores, a grávida pode andar um pouco, submeter-se a algumas massagens, pode usar uma cinta própria para esse efeito mas, essencialmente, deve repousar bastante. Prepare seu corpo dando a ele mais flexibilidade, o que significa fazer fisioterapia e atividades como hidroginástica, ioga ou pilates. Claro, sempre com autorização do médico e a supervisão de profissionais habilitados para isso.

Inchaço nos pés e tornozelos

Com o avanço da gravidez, a mulher vai aumentando progressivamente de peso, pelo que é relativamente normal que pés e tornozelos inchem. É importante sempre medir a pressão e ter certeza que é apenas retenção de líquidos.

Evitar longos períodos de tempo em pé. Beber muita água e repousar sempre que possível, com as pernas elevadas, evite usar salto, roupas apertadas e converse com seu médico sobre o uso de meias de compressão. É também importante ingerir vegetais com propriedades diuréticas, como a couve, abóbora, alface, agrião e salsinha. Converse com seu obstetra também sobre drenagem linfática para gestantes.

Varizes e pernas pesadas

A sensação de pernas pesadas e o aparecimento ou agravamento de varizes já existentes é comum durante a gravidez, em particular no final da gestação. Isto acontece porque o peso do bebê comprime as veias que fazem a circulação sanguínea de retorno das pernas.

As mulheres que aumentam muito de peso durante a gravidez, as que estão muito tempo de pé e as fumantes, são quem apresenta um maior risco de ficar com varizes. É fundamental que, nestes casos, a grávida consulte o médico.

Para melhorar esta situação ou, pelo menos, evitar que se agrave, recomenda-se a prática regular de exercício físico, usar calçado confortável, isto é, de salto baixo e com solas anti-derrapantes. A partir do segundo trimestre, a grávida poderá usar meias de descanso/compressão.

Dificuldade para dormir

Com a proximidade do parto, encontrar uma posição confortável na hora dormir se torna uma tarefa inglória para a mulher. O barrigão atrapalha o sono e a gestante acaba perdendo um tempo precioso de descanso, principalmente quando aguarda filhos gêmeos. A primeira dica dos especialistas é dormir sempre de lado, com um travesseiro entre os joelhos e a barriga bem apoiada na cama, de preferência virada para o lado esquerdo, o que facilita o bombeamento do sangue do coração da mãe para a placenta, evitando o estresse do bebê. Apoiar um travesseiro nas costas também pode melhorar o incômodo. Mas, se ele prosseguir, vale a pena adquirir um travesseiro triangular, em forma de rampa, que apoia a mulher desde o dorso até a cabeça. Ele melhora a sensação de falta de posição.

Cansaço

O cansaço é explicável como efeito secundário pelos altos níveis do hormônio progesterona. A grávida muitas vezes passa por preguiçosa, porém e uma maneira que o organismo encontra de promover um certo repouso nos momentos necessários. A família deve compreender e colaborar. Deve ser respeitado o desejo do repouso que pode ser durante o dia e dormir bem à noite. Praticar exercícios leves, aeróbicos e aqueles indicados por profissional de educação física especializado em trabalhar com gestantes melhora a disposição e o condicionamento físico para o melhor curso da gestação e do parto. 

Taquicardia

Durante a gravidez ocorre uma taquicardia leve que aumenta os batimentos cardíacos em cerca de 20% devido ao aumento da quantidade de sangue que a grávida produz e as modificações no sistema cárdio-vascular. O repouso e a tranquilização são suficientes para reduzir algum desconforto associado a esta adaptação da mudança fisiológica. A grávida deve sempre relatar ao pré-natalista esta informação de desconforto cardíaco. 

Alterações na Pele

A mais comum é chamada de cloasma gravídico, são manchas que aparecem na face e ocorrem pela atividade hormonal. A grávida deve evitar pegar sol quando apresenta tendência a estas manchas, pois a mancha dificilmente irá desaparecer por completo. É recomendada a utilização de filtro solar após orientação do dermatologista. Em relação às estrias e celulites é importante não engordar muito e ingerir alimentos ricos em colágeno (caldo de músculo bovino e gelatina) para fortalecer os tecidos de sustentação da pele evitando as estrias e manter uma boa hidratação da pele com óleos de semente de uva e amêndoas doce.

Sensibilidade dos dentes e gengivas

Devido à ação hormonal e ao aumento do volume sanguíneo podem ocorrer inchaço e pequenos sangramentos nas gengivas após a utilização da escovação e do fio dental. O interessante é que a gestante busque a orientação adequada com o odontólogo para cuidar dos dentes e das gengivas. Existe anestesia sem vasoconstrictor que a grávida pode utilizar para o tratamento dentário e não prejudicar o bebê.

A lista foi grande, espero que ajude, mas mais uma vez vale reforçar, qualquer tipo de medicação que for necessário usar deve ser indicado pelo seu médico. E sempre relate seus desconfortos ao seu obstetra.

Alê Nunes
Blog Da Fertilidade à MaternidadeFontes de pesquisa: http://www.gforum.tv/board/1734/341187/os-desconfortos-da-gravidez.html, http://brasil.babycenter.com/pregnancy/pre-natal/saude/hemorroidas/#10, http://bebe.abril.com.br/materia/dez-incomodos-comuns-no-fim-da-gravidez, http://gestantebebe.forum-livre.com/t16-desconfortos-durante-a-gravidez, http://cuidandodesuasaude.lincx.com.br/cuidando-de-sua-saude/saude-de-a-a-z/medicina/saude-da-mulher/11352-como-aliviar-os-desconfortos-da-gravidez.html, Guia do Bebê

P.S.: Gostou do post, então compartilha :), mas se for copiar cite a fonte, com link e a autora. É mais justo com quem pesquisa e escreve sobre o assunto para tentar ajudar. Obrigada, Alê

* As informações disponíveis são meramente informativas, os comentários respostas são informações leigas e não substituem a Consulta Médica!
Comentários pelo Facebook
0 Comentários pelo Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para enviar sua dúvida, use os comentários pelo Blogger, não pelo Facebook, pois nesse não recebemos aviso e não temos como responder rapidamente.


HomeSobreAnuncieContato



Da Fertilidade à Maternidade - 2015 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger