Vacinas da meningite: tudo que você precisa saber!

Com os últimos acontecimentos, principalmente com a repercussão da morte do neto do Lula, o assunto meningite voltou a causar muito medo em todos nós e percebe-se muitas dúvidas e falta de informação. Então resolvi pesquisar e postar o máximo de informação que eu conseguir sobre a doença e sobre as vacinas da meningite, mas de uma forma mais simples, para que a gente entenda de uma forma menos técnica.



A meningite é um processo inflamatório que atinge as meninges, camadas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Pode ser causada por diversos agentes infecciosos como bactérias (Pneumococo, Haemophilus influenza b, Bacilo da tuberculose, Meningococo, etc.), vírus, parasitas e fungos, ou, ainda, por processos não infecciosos como alergias a medicamentos e câncer.

Então, é importante entender, que existem meningites contagiosas e outras não, e nem todos os tipos tem vacina.
Tipos de meningite e vacinas
A meningites bacterianos são as mais perigosas, as que tem maior taxa de morte, sendo a C a mais comum, chega a 70% dos casos.

Os principais sintomas da meningite são dor de cabeça, febre e confusão mental. Nem sempre há rigidez na nuca, e o teste não pode ser feito por um leigo apenas ao baixar a cabeça – só um médico pode avaliar o quadro corretamente.
Então, vamos as vacinas, quando devem ser tomadas e quais são pagas e gratuitas:

🔴 BCG: protege contra meningite tuberculosa e é aplicada em dose única nas primeiras 24 horas de vida.

🔴 Meningocócica Conjugada: A vacina ajuda a proteger as crianças das doenças causadas pela bactéria Streptococcus pneumoniae. Entre elas estão: meningite, pneumonia, otite média aguda, sinusite e bacteremia. Administradas em duas doses aos 2 e 4 meses de idade da criança, com um reforço que pode ser dado preferência aos 12 meses, mas que poderá ser tomado até os 4 anos.

🔴 Meningo C (calendário público SUS): 2 doses (3 - 5 meses) e reforço entre 12 e 15 meses.
Adolescentes: 1 dose entre 11 a 14 anos.

🔴 Meningo ACWY (particular): há 3 vacinas licenciadas no Brasil e o esquema varia conforme a vacina usada.
➡️ ACWY-TT: 2 doses (3 - 5 meses) e reforço entre 12 e 15 meses.
Se iniciar após 1 ano de idade: dose única.
➡️ ACWY-CRM: 3 doses (3 - 5 - 7 meses) e reforço entre 12 e 15 meses.
Se iniciar após 1 ano de idade: dose única.
➡️ ACWY-D (a partir de 9 meses de idade): 2 doses entre 9 e 23 meses, com 3 meses de intervalo entre as doses. Acima de 2 anos: dose única.

Obs. 1: São recomendados 2 reforços entre 5 e 6 anos e 11 anos de idade.

Obs. 2: Crianças com esquema vacinal completo com a vacina Men C podem se beneficiar de uma dose adicional da vacina Men ACWY (respeitando-se um intervalo mínimo de 1 mês entre as doses).

🔴 Meningo B (particular): a quantidade de doses varia conforme a época de início da vacinação.
➡️ Se iniciar a vacinação aos 3 meses de idade: 3 doses (3, 5 e 7 meses de idade) e reforço entre 12-15 meses.
➡️ Se iniciar a vacinação entre 6 e 11 meses de idade: 2 doses com intervalo de dois meses e 1 reforço no segundo ano de vida (com intervalo mínimo de dois meses da última dose).
➡️ Se iniciar a vacinação entre 12 meses e 10 anos de idade: 2 doses com intervalo de 2 meses.
➡️ Adolescentes: 2 doses com intervalo de 1 mês.


🔴 Vacina contra o HAEMOPHILUS (Hib): protege contra as meningites causadas por este agente etiológico. Faz parte das vacinas pentavalente e hexavalente. Também é disponível em forma isolada.

Vídeo do programa Bem Estar sobre a meningite: https://globoplay.globo.com/v/7141024/

Fontes de pesquisa: imunizarvacinas.com.br, insta Dra. Renata Timani, G1 Bem Estar, Ministério da Saúde, Minha Vida, https://familia.sbim.org.br/vacinas/vacinas-disponiveis/76-vacinas-pneumococicas-conjugadas.
 

Mamães conversem com o pediatra e procurem a melhor prevenção para seus filhos!

Alê Nunes
Blog Da Fertilidade à Maternidade

P.S.: Gostou do post, então compartilha :), mas se for copiar cite a fonte, com link e a autora. É mais justo com quem pesquisa e escreve sobre o assunto para tentar ajudar. Obrigada, Alê

* As informações disponíveis são meramente informativas, os comentários respostas são informações leigas e não substituem a Consulta Médica!

O Facebook não está avisando quando você posta comentários, então se vc quer retorno use a aba dos Comentários do Blogger ou mande por email sua dúvida. Obrigada, Alê

Nenhum comentário

Postar um comentário

Para enviar sua dúvida, use os comentários pelo Blogger, não pelo Facebook, pois nesse não recebemos aviso e não temos como responder rapidamente.

© Da Fertilidade a Maternidade - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento por: Colorindo Design - Tecnologia do Blogger.