Uma pitada de carinho: dicas para dar remédio às crianças

Uma pitada de carinho: dicas para dar remédio às crianças Muitos pais novatos (e alguns experientes também) têm dúvidas sobre como dar remédios para o bebê e para a criança pequena. O segredo é acreditar que a criança precisa do remédio. Ela pode sentir dúvidas e resistir. Não importa o que ela faça, se você acreditar que está fazendo o melhor. Seja confiante e determinada. Se não estiver convencida de que o remédio é necessário, converse com o pediatra do bebê antes de tentar, com dor no coração, fazê-lo engolir.

Se a criança detesta tomar remédio e o pediatra disse que a medicação é essencial, converse com ele e com o farmacêutico. Pergunte sobre medicamentos alternativos que precisem de menos volume por dose, que tenham que ser tomados com menor freqüência e que tenham obtido uma nota alta no teste de paladar. Um formato diferente pode ajudar, pois há crianças que aceitam melhor um comprimido amassado e escondido na comida que um líquido de gosto engraçado.



  • Certifique-se que a criança esteja em um ângulo de 45 graus ao tomar qualquer remédio. Isto reduz o risco de engasgar;
  • dê remédios líquidos ao longo da lateral da boca, próximo do meio da língua. Se o remédio for direto para o centro do palato, ele irá causar náusea. Coloque comprimidos na parte de trás da língua;
  • quando possível, disfarce o gosto ruim do remédio. As melhores opções são ingeri-lo com suco de maçã, iogurte, pudim, doce de leite cremoso (para crianças maiores de dois anos) e gelatina. Para casos mais resistentes, tente pedaços de doces moles, sorvete ou calda de chocolate;
  • misturar um remédio ao suco ou leite pode ser problemático, porque uma parte significativa do remédio pode ficar no copo ou na mamadeira. Se for usar um líquido, use em pequena quantidade e certifique-se de que a criança tenha tomado tudo;
  • se preferir uma colher, use a colher de medidas, ela é mais precisa que uma colher de mesa comum. Melhor ainda, use uma colher dosadora de plástico;
  • nunca se refira ao remédio como se fosse um doce, você estará estabelecendo uma confusão perigosa. Diga a verdade;
  • nunca deixe, por qualquer motivo, uma criança menor de 12 anos tomar um remédio sem supervisão;
  • não barganhe ou suborne. Aí você passa a mensagem de que tomar remédio é uma atividade negociável quando realmente não é. Dê à criança alguma escolha como em qual xícara ou em que lugar ela quer beber, mas não deixe implícito que tem escolha sobre tomar ou não o remédio;
  • não puna uma criança que se recusa a tomar remédio. A maioria dos remédios tem gosto ruim. Lembre-se de que somos todos programados para evitar sabores amargos. Somente insista e vá em frente.
Quando a missão estiver concluída, não se esqueça do GRAAAANDE abraço e dos parabéns pelo ótimo trabalho de vocês dois!

Apresentamos algumas estratégias e técnicas com base na idade da criança:




Segure seu bebê num ângulo de 45 graus, com as mãozinhas para baixo e a cabecinha apoiada. Utilizando uma seringa plástica, um conta-gotas medicinal ou o bico da mamadeira, pingue o remédio sobre a parte de trás da língua, próximo às laterais. Evite esvaziar o conta-gotas dentro das bochechas do bebê, porque ele certamente irá cuspir tudo para fora na primeira oportunidade. Evite também esguichar o remédio na garganta, porque o bebê poderá engasgar. Depois dê a ele um gole de leite ou suco.



Você pode reduzir o gosto ruim de alguns remédios líquidos de diversas maneiras:

  • Deixe a criança chupar um picolé ou um pedacinho de gelo antes de tomá-lo. Baixas temperaturas adormecem as papilas gustativas;
  • Misture o remédio com uma comida de sabor forte, como pudim de chocolate. Assegure-se de que a criança coma toda a mistura. Você pode também diluir o remédio num líquido de sabor forte como suco de maçã, contanto que a criança beba tudo.
Crianças de 1 a 4 anos são as que mais se recusam a tomar remédio.

Crianças nesta idade têm fortes sensações sobre o que comem e bebem e são cuidadosas, mesmo com coisas gostosas. Ouvir seu filho em relação ao remédio antes de tentar dá-lo geralmente irá quebrar sua forte resistência. Se você continuar firme sobre a necessidade de tomar o remédio enquanto continua a ouvi-lo, poderá ficar surpresa ante a colaboração que eventualmente conquistará dele.

Como último recurso, você deve segurar seu filho e dar o remédio, mas isto é muito desgastante. Ouvir primeiro provavelmente funcionará melhor. Se houver outro adulto com você, ele pode dar um "abraço de urso" na criança, segurando os braços para baixo e a cabeça num ângulo de 45 graus, e você dá o remédio com uma seringa plástica. Se o único adulto nessa hora for você, que tal enrolar a criança em um lençol ou cobertor com os braços para baixo, enquanto segura-a num ângulo de 45 graus e dá o remédio com a seringa plástica (veja acima)?

Depois de tudo, elogie seu filho por ter tomado o remédio, mas diga que você terá que segurá-lo de novo na próxima vez caso ele se recuse a tomar. Dê a oportunidade de escolher entre tomar o remédio por livre vontade ou por "forçada" vontade.


Crianças nesta idade podem entender por que o remédio é necessário e ficarem mais controladas ao tomá-lo. Elas podem até mesmo tomar sozinhas, enquanto um adulto supervisiona. Se a criança estiver relutante em tomar o remédio, espere um pouco, mas não desista. Se o problema for líquido de gosto ruim ou remédios mastigáveis, veja se a criança está pronta para engolir comprimidos.

As crianças podem aprender a engolir comprimidos a partir dos 5 anos, mas geralmente irão dominar a técnica quando estiverem com 7 ou 8 anos. Para ensiná-la, deixe que a criança pratique engolindo pequenas porções de comida mole sem mastigar. Aos poucos vá mudando para pequenos pedaços mais duros que se dissolvam rapidamente caso fiquem entalados, como confeitos ou pedacinhos de gelo. Quando chegar a hora de tomar remédio, tente comprimidos pequenos inteiros ou grandes cortados pela metade ou em quatro.

Fonte: Site Pampers
Comentários pelo Facebook
1 Comentários pelo Blogger

Um comentário:

  1. Oiii linda,

    que ótimas dicas ;)

    passa lah no meu blog q tem selinho pra vc =)


    bjoooo

    ResponderExcluir

Para enviar sua dúvida, use os comentários pelo Blogger, não pelo Facebook, pois nesse não recebemos aviso e não temos como responder rapidamente.


HomeSobreAnuncieContato



Da Fertilidade à Maternidade - 2015 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger