A adaptação da grávida ao cotidiano de mãe!

Uma matéria bem interessante para as gravidinhas e recém mamães!


Como multiplicar as horas do dia, aprender a cuidar do bebê e ainda descansar — sem pensar em fugir correndo!

* Um bom mantra para quando você chegar em casa com o bebê é: o primeiro mês não dura para sempre. Repita várias vezes ao dia porque, sim, ele vai parecer eterno! Tudo ficará meio confuso, principalmente porque você não terá muito tempo para dormir e ainda estará descobrindo a rotina com o seu filho. 

* A regra clássica é: durma entre as mamadas. Recém nascidos praticamente só mamam e dormem. Depois que ele dormir, deite também. Tente isso na maioria dos intervalos. Naqueles em que você estiver mais descansada, aproveite para tomar banho, comer... 

* Tenha alguém para ajudar com o bebê. Pode ser o pai, sua mãe, sua irmã, a melhor amiga. O importante é não se sentir sozinha e dividir as responsabilidades. Algumas decisões são mais fáceis de serem tomadas a dois, como o que fazer no caso de febre. 


* Também escolha uma pessoa, se possível, para ajudar na casa. Ver a sala arrumada e a cozinha em ordem dará uma sensação maravilhosa de controle sobre sua vida. 

* Combine para que ele acorde nas mamadas noturnas, faça companhia e ajude se você estiver muito cansada. Isso faz bastante diferença. 

* Tire o pijama todos os dias de manhã, por mais que isso lhe pareça sem sentido no momento. E não vale colocar outro. Escolha uma roupa confortável, penteie o cabelo e 
renove suas energias. 

* Não se acanhe de adiar as visitas. Uma boa ideia é receber apenas os mais chegados, aqueles que não terá problemas de mandar embora ou pedir socorro se o bebê tiver uma crise de cólicas. 

* Esses primeiros meses vão acabar. Quando menos espera, a rotina já se estabeleceu e você organizará melhor seu tempo, com momentos para relaxar, passear um pouco, conseguir enxergar sua casa novamente.

Fonte: Revista Crescer

Acho que o mais importante de tudo é não se culpar, aos poucos, por mais difícil que pareça a gente aprende a lidar com as mudanças da vida de mãe. Não tenha medo de pedir ajuda, de dizer que se sente cansada, ..., é uma transformação na vida da gente, muito boa, mas tb tem dificuldades.

bj,
Alê
Comentários pelo Facebook
5 Comentários pelo Blogger

5 comentários:

  1. Alê, muito interessante seu post. Às vezes tinha a sensação de que meu cansaço não passaria nunca. Passou! Minha "pequena" hoje já tem 4 anos e é minha grande alegria, companheira, ajudante, tudo na minha vida. Importante as mamães pedirem ajuda. Eu fiz isso e não me arrependo! Falo isso para todas as minhas amigas e leitoras grávidas.
    Parabéns!!
    Beijos, Michele (www.lambendoaminhacria.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida, que bom que gostou e deu seu depoimento aqui, pois realmente quando a gente está nessa fase parece que não vai pasar.

      bjo

      Excluir
  2. Adorei o post!!!!!
    Estou gravida agora e acho que terei mais paciencia lendo estes conselhos e vendo que tudo passa!!! amei!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Camile, é tudo um processo de adaptação, aos poucos a gente coloca tudo no eixo, ;)
      Parabéns, que vc tenha uma gestação e um bbzinho super saudáveis!

      Excluir

Para enviar sua dúvida, use os comentários pelo Blogger, não pelo Facebook, pois nesse não recebemos aviso e não temos como responder rapidamente.


HomeSobreAnuncieContato



Da Fertilidade à Maternidade - 2015 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger