Sono: O que fazer quando a criança acorda à noite!

As causas mais comuns para uma criança acordar no meio da noite são vícios de comportamento na hora do sono ou problemas de saúde. Não é raro que crianças absolutamente normais e saudáveis acordem durante a noite quando passam por etapas marcantes do desenvolvimento ou então crises de ansiedade da separação.



A criança também pode acordar muitas vezes no meio da noite por não estar dormindo bem durante o dia, por ter passado por mudanças na rotina ou por ter sofrido excesso de estímulo. Quem já não passou por isso? A criança está exausta e você acha que ela vai desmaiar na cama depois de tanta atividade, mas a noite acaba sendo um inferno!

Os pesadelos e as crises de medo contribuem para o sono conturbado. Crianças que roncam ou que respiram pela boca quando estão dormindo têm mais probabilidade de acordar no meio da noite. Horários irregulares para dormir durante o dia e para ir para a cama costumam resultar em despertares à noite.

Isso sem contar com as eventuais doenças, porque aí não tem jeito: uma febre ou dor de ouvido acordam qualquer criança.


Caso seu filho peça para mamar durante a noite, é essencial que você acabe com o hábito. Ele provavelmente está usando a mamadeira ou o peito como muleta para voltar a dormir, e não é bom para os dentes dele ficar sujos de leite no meio da noite (mesmo o leite materno, que também tem açúcares naturais).

"É muito comum observarmos bebês que sempre dormiram muito bem durante toda a noite voltarem a acordar durante a madrugada após o primeiro ano de vida ou pouco antes disso", afirma Fábio Picchi Martins, do Conselho Médico do BabyCenter.

São todas as novas atividades e emoções que acontecem durante o dia que deixam a criança superestimulada ou agitada (sem que isso seja um problema), mas que interferem no sono noturno. "Nesses casos , as sonecas diurnas são importantes para uma quebra temporária dessa atividade toda", explica o pediatra.

O que fazer para resolver a situação mesmo é começar a ensinar bons hábitos de sono desde que a criança é pequenininha, já chegando da maternidade. Mas, para quem não fez isso, ainda dá para consertar a situação.

Um bom começo é criar uma rotina razoavelmente rígida para a hora de dormir. Procure colocar seu filho na cama cedo. Crianças que dormem menos que o necessário acabam tendo um sono mais inquieto, o contrário do que seria de esperar. A rotina deve ter duas ou três atividades bem calmas, e terminar com a criança adormecendo sozinha, sem ajuda.

Se você conseguir fazer isso, em algumas semanas o número de despertares de madrugada deve diminuir. Caso não funcione, você pode experimentar a seguinte técnica:

Quando a criança chorar porque não consegue adormecer sozinha, fique com ela no quarto, mas não interaja muito. Procure não falar, faça no máximo um carinho nas costas. Depois saia por dois minutos e volte, repetindo o processo. Vá aumentando os intervalos até que a criança adormeça. Seja firme e não desista do esquema, para não voltar à estaca zero.

A rotina durante o dia também colabora para um bom sono à noite. Estabeleça um horário certo para a soneca diurna. Você vai notar que, quando seu filho tira uma boa soneca num horário adequado durante o dia, dorme mais tranquilo à noite. Não se preocupe em "gastar" o sono da noite. Tenha em mente a seguinte regra: a soneca precisa terminar no mínimo três horas antes do horário de ir para a cama.

Caso o problema seja a mamadeira noturna, você pode tentar algumas táticas:

• Se seu filho toma fórmula em pó, faça a mamadeira da madrugada mais diluída, com mais água e menos pó que o normal. Se for leite de vaca, acrescente um pouco de água. Faça bem aos pouquinhos, para ele não perceber, mas vá aumentando a proporção de água a cada dia que passa. Assim, o organismo dele acaba se desacostumando do leite.

 O ideal é tirar a mamadeira de vez, mas se você conseguir ficar com uma mamadeira de água, por algum tempo, é bem menos prejudicial para os dentes que a de leite. E continue, na hora de dormir, ensinando-o a pegar no sono sozinho, sem a muleta da mamadeira. A vida de vocês vai ficar mais fácil, e vai ser melhor para a arcada dentária dele.

• Você também pode tentar uma estratégia mais comportamental: arranje um copinho especial, dos que não vazam, ponha água e faça dele uma grande novidade, dizendo que a partir de agora ele vai ficar à disposição da criança no berço (ou na cama), já que agora ela é grande. Uma dica é fazer isso junto com a transição do berço para a cama.

Veja também se seu filho está dormindo o suficiente. A falta de sono pode, ao contrário do que parece, provocar noites mais agitadas.

Fonte: http://brasil.babycenter.com/toddler/sono/acordar-a-noite/



Já curtiu nossa página no Facebook?! Passa lá é 
http://www.facebook.com/DaFertilidadeAMaternidade

Comentários pelo Facebook
4 Comentários pelo Blogger

4 comentários:

  1. Alê, minha filha tem 4 anos e ainda acorda quase todas as noites. É meu pesadelo, pois demoro a pegar no sono de noite. Ela não dorme de dia e vai pra cama depois das 10h. Já não sei o que fazer...

    ResponderExcluir
  2. Oi Márcia, nessa idade ainda é aconselhável uma sonequinha a tarde de uns 30 mins, talvez tentar refazer uma rotina para ela com a soneca e mais atividades, para ajudá-la a ter um sono mais longo à noite.
    Se ele dorme no quarto dela, é normal a criança acordar e acostumar a se levantar ao invés de tentar dormir de novo. Teria que ver se consegue com que ela volte a dormir por conta, o que chamam de conciliar o sono sono sozinha. Ás vezes, colocar um bichinho de pelúcia junto, um paninho, faz como que ela se sinta mais segura e consiga adormecer novante. Ter uma luz noturna tb é importante, porque é uma fase de medos, que a criança a 1a percepção de estar sozinha corre para mãe. Mas é bem complicado, eu te entendo, pois minha filha tem 5 anos e tenho passado por isso, mas ela não acorda todas as noites, quando acorda ela vai sozinha para minha cama, não conversamos com ela nem nada, ela sobe sozinha com o paninho dela e volta a dormir, tem vez que eu nem acordo. Foi o jeito que encontrei de tb não ficar complicado para mim, o que tenho visto é que aos poucos ela tem acordado menos noites, talvez seja uma alternativa para vc, não sei.
    Seria bom tb conversar com o pediatra para ele avaliar, como ele conhece bem o desenvolvimento dela, pode te orientar, dar alguma dica.
    No blog tenho uma sessão só com dicas sobre o sono e a rotina, acho que pode te ajudar tb, é http://anunes.e-familyblog.com/category/4280

    bj

    ResponderExcluir
  3. Alê, neste exato momento publiquei um texto sobre o sono do bebê no meu blog e estudo muito sobre isso (especialmente sobre as técnicas para ajudar os bebês a dormirem melhor) porque acredito que este seja um assunto muito importante para as mães. Sempre que converso com as pessoas, vejo que ficar sem dormir tira qualquer um do sério. Sabemos que os primeiros meses são difíceis e dormir é extremamente importante para a mamãe e também para o bebê. Parabéns pelo texto e pela sessão especial no blog sobre o sono! Sempre vejo seus artigos e gosto muito!
    Beijos,
    Michele (www.lambendoaminhacria.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  4. Oi Michele, q bom q gostou, vou lá no seu blog ler mais sobre isso, com certeza quem é mãe sabe como é importante.
    Beijos e obrigada,
    Bjos,
    Alê

    ResponderExcluir

Para enviar sua dúvida, use os comentários pelo Blogger, não pelo Facebook, pois nesse não recebemos aviso e não temos como responder rapidamente.


HomeSobreAnuncieContato



Da Fertilidade à Maternidade - 2015 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger