Da Fertilidade à Maternidade!

Depois que enfrentei muitos problemas para engravidar, tive complicações no parto e enfrentei uma depressão pós-parto. Decidi criar um espaço pra dividir um pouco de tudo que aprendi como treinante, grávida, mãe, ...

Espero que gostem e que realmente possa ajudar de alguma forma.

Um Pouco da Minha História até aqui...

Minha História como Treinante!


Muitas já conhecem minha história, mas vou fazer um resuminho, tentei engravidar do meu 1o bebê por mais de 2 anos e meio. Quando parei o AC, em 2005, ainda preveni por um tempo pra depois decidir tentar. Meu ciclo até então era super normal, um reloginho, no que comecei a tentar, uns 5 meses depois q parei o AC, comecei a ter uns corrimentos marronzinhos, no início tudo bem eram 2 dias antes da monstra, só que isso foi aumentando até chegar a uns 10 dias antes. 

A minha GO na época dizia q era tudo normal, mas me deu o provera pois podia ser deficiência de progesterona, detalhe ela não me pediu exame. Bom, tomei e no fim meu ciclo desregulou de vez, porque o problema não era esse. 

Nisso já tinham se passado vários meses, então decidi procurar uma 2a opinião. Minha amiga Mê me indicou a Dra. Ellen, que benção! Ela muito atenciosa, me pediu diversos exames e me examinou, foi então q ela decobriu q estava com uma feridinha no útero, tratou e os tais corrimentos pararam. Com os exames ela viu q nem ovulando eu estava, então ela me receitou o indutor. Tomei por 5 ciclos e nada. Fiz a histero, tudo normal. 

Então, como de vez enquanto aquele corrimento teimava em aparecer ela desconfiou de endometriose. Em setembro/2006 fiz a vídeo e mais uma vez ela estava certa, tinha focos de endo no meu útero, ela cauterizou e me deu indutor novamente. 

4 meses se passaram e nada, foi então q ela decidiu me encaminhar pra uma especialista em reprodução, pois achava que tinha que se investigar melhor. 

A Dra. Helena olhou todos os exames e do meu marido e tudo normal, nos sugeriu o coito programado. Tomei o Clomid 100mg, antes sempre tomei indux, fiz o controle, tudo certinho, um folículo dominante, mas o endométrio ainda estava fino. Ela decidiu esperar ele reagir, não me dar medicação, e infelizmente ele não reagiu muito, acabei tendo um cisto e meu endométrio afinou tanto, q fiquei 3 meses sem menstruar. 

Aí ela me indicou tomar 1 ciclo de AC pra depois voltarmos ao tratamento. Terminei a cartela em abril/2007 e decidi q ia esperar, pelo menos mais um ciclo pra recomeçar o indutor, pra dar mais tempo pro meu organismo. 

Relaxei completamente, mal controlei q dia do ciclo era, namoramos quando tivemos vontade, acho q na semana fértil foram umas 3 x na semana só. Um único dia notei um mínimo de muco elástico na minha calcinha, mas muuuito pouquinho, depois mais nada. A única coisa que sempre cuidei, foi ficar deitada por uns 15 a 20 mins depois de namorar e colocava uma almofada embaixo dos quadris. 

Ah, faço yoga e reiki e lá no reiki nesse mês que engravidei me pediram pra tomar uma garrafinha de Água Inglesa, tomei 3x ao dia, sempre antes das refeições. Disseram que era pra ajudar meu organismo a se desintoxicar. Bom acho q funcionou mesmo.

Sintomas?! Bom, não senti quase nada, uns dias antes do dia da monstra comecei a ter uma coliquinhas, achava q a danada vinha, mas nada, com uns 2 dias de atraso veio umas gotinhas de sangue escuro, mal sujou, e no outro dia só um corrimento marrom clarinha, mínimo tb. Fiquei cheia de espinhas e gases, como sempre fico antes da monstra. Não senti nada nos seios, só notei uma veia mais azul. Minha barriga nos 1os dias estava meio dura, ficou um pouco dolorida até e inchada. Ah, e as coliquinhas iam e vinham, mas ficavam por uns minutinhos só e já passava. Não tive enjôo, só umas tonturinhas e meio q uma sensação de já estar satisfeita, mas como tava tomando remédio pra um problema no dente, achei q era por isso. 

Amigas, fui fazer o exame sem a menor expectativa, jurava q tinha desregulado de novo. Fui ver o resultado do exame só tarde da noite, tava preocupada pensando o que ia ter que fazer mais de tratamento. Quando olhei o resultado não acreditei, achei q tinha me enganado, só quando falei com a minha GO, santa Dra. Ellen, que me atende a qualquer hora, é que ela confirmou q era. Mesmo assim continuei com medo de acreditar, aí fiz um teste de farmácia com a 1a urina, Unitest, e em menos de 15 segundos estavam lá as duas linhas, super fortes. 

Bom, acho que a maioria já deve ter ouvido falar sobre o livro ou o filme "O Segredo", pois é ele fala sobre a lei da atração, que devemos pensar aquilo que queremos pra nós como já sendo uma realidade, devemos visualizar e sentir o que queremos, como se estivesse realizado. 

Pois é, resolvi aplicar isso, então depois do namoro aproveitava o tempo que ficava deitada e começava a imaginar os espermatozóides chegando ao óvulo e um conseguindo fecundá-lo, depois o óvulo descendo e se fixando, imaginei minha barriga crescendo e tb o dia que fosse abrir o exame e ver meu positivo, até meu bb nascendo, super saudável, mas imaginei de forma tão real que me emocionei como se já tivesse acontecendo. 

Fiz isso todas as vezes e, pode ser que não tenha nada haver, mas meu positivo chegou meninas. 

Então digo a quem está tentando, tente, visualizar todo esse processo, tente viver as emoções desse processo, porque pode ser que ajude tb vc a conseguir.

bjs,
Alê Nunes
Blog Da Fertilidade à Maternidade 

Escrito em  03/2008


Relato do meu 1o Parto!


Bom, no dia 10/01/08, lá pela meia-noite começou a sair meu tampão e senti algumas coliquinhas, liguei para a minha GO e ela disse que poderia levar até 7 dias para entrar em TP, mas qualquer novidade deveria ligar para ela. Na madrugada comecei a sentir contrações, só na parte da frente da barriga, que iam e vinham de forma desregular. Lá pelas 6hs da manhã liguei novamente para a minha GO e ela me disse que assim que as contrações ficassem mais fortes, ou seja eu não ia achar mais graça (tinha brincado com ela ao telefone), e regulares que devia ligar para ela de novo e ir para o hospital.

As contrações continuavam irregulares, mas as dores aumentaram muito e vinham das costas até a frente, as 9hs fomos para o hospital, cheguei lá com 3 dedos de dilatação. Minha médica chegou em seguida, uns 20 mins depois, me examinou e eu já estava com 6 para 7 dedos de dilatação, mas a anestesista se atrasou em outra cirurgia, e a essa altura eu já chorava muito de dor a cada contração. Sempre bom esclarecer que eu optei por fazer o parto com anestesia, não foi nenhuma imposição ou indicação médica.

Minha médica conseguiu uma anestesista substituta que me deu uma raquidiana e assim as dores aliviaram todas, só tinha a sensação da contração. Como minha dilatação estava super rápida, ela achou que apenas a raqui seria suficiente, mas infelizmente não foi, pois a Gi demorou um pouquinho para encaixar, aí as dores voltaram contudo, mas já na altura do quadril. A anestesista titular chegou e resolveu dar outra raqui, mas não adiantou muito, ou seja, até a Gi nascer, bem dizer sofri todas as dores do PN. Mas em seguida fui levada a sala de parto e mais umas 3 contrações e minha Gi nasceu, linda e saudável!

O pediatra colocou ela no meu peito chorando, eu comecei a falar com ela e ela se acalmou e abriu os olhinhos para me ver, foi uma emoção indescritível, um amor enorme e incondicional. Ela em seguida já se pegou a mamar no meu peito e batizou a mamãe com um xixi, rsrsrs.

Achei que tava tudo bem, mas vi minha médica falando que nunca tinha visto alguém com uma região tão vascularizada (cheia de veias) e pediu para as enfermeiras ficarem atentas, pois poderia acontecer um edema (espécie de bolha de sangue). Bom, dito e feito, uns 40mins depois comecei a sentir dor e dor, minha GO pediu para me levarem novamente a sala de parto. Ela teve que reabrir o corte, com anestesia local, pois pra minha 'sorte', mais uma vez o anestesista se atrasou, e drenar o edema. Quando ele chegou tive que tomar mais uma raqui, pois tinha me alimentado, só que com toda a dor e as outras 2 raquis q já tinha tomado não foi tão simples e ele custou a conseguir acertar a coluna, foram umas 10 tentativas, pelo menos.

No dia seguinte quando fui levantar, comecei a sentir uma dor na nuca que ia até a testa, foi aí que se constatou que estava com cefaléia (espécie de enxaqueca) pós-anestesia. Bom, aí tive q permanecer em repouso, só levantava para tomar banho e ir ao banheiro. No domingo tive alta, minha médica recomendou muito repouso, pelo menos por mais uma semana, só que quando cheguei em casa estava me sentindo bem e aí já achei q podia abusar, comecei a guardar as coisinhas dela, depois fui pro computador publicar as fotos, etc.

Pois é, aí a noite já comecei a me sentir mal, minha pressão subiu, eu me sentia zonza, com um zumbido na cabeça, as pessoas falavam e parecia voz de robô. Minha médica pediu p/ eu ficar em repouso absoluto e ir monitorando a pressão, só que os sintomas continuavam, então na 2a de manhã tive que me internar novamente.

Fiquei no hospital por mais 6 dias, em repouso completo e absoluto, não podia nem sentar na cama ou elevar o pescoço, comer e beber só deitada. Tive dores de cabeça intensas e além da cefaléia ainda foi diagnosticada uma contratura muscular na região da nuca, devido a força do parto, que tb dificultava a irrigação do cérebro.

Enfim, foram dias complicados, mas cada vez que olhava para a Gi agradecia a Deus pelo problema ser comigo e não com ela. Ela, alheia a tudo isso, parecia um anjinho, dormia, mamava.

Alê
Blog Da Fertilidade à Maternidade

Escrito em 26/03/2008
Comentários pelo Facebook
1 Comentários pelo Blogger

Um comentário:

  1. Oi Alê!Mas que ótima ideia que você teve em criar este blog aqui,ADOREI!!!E com certeza será muito útil! Abraço, tudo de bom!!!

    ResponderExcluir

Para enviar sua dúvida, use os comentários pelo Blogger, não pelo Facebook, pois nesse não recebemos aviso e não temos como responder rapidamente.


HomeSobreAnuncieContato



Da Fertilidade à Maternidade - 2015 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger