Gravidez ectópica: sintomas, causas e tratamento!

Vamos falar sobre gravidez ectópica, será que é o mesmo que uma gravidez tubária?


Bom, uma gravidez ectópica, significa uma gravidez fora do lugar, ou seja, que não se desenvolve no lugar certo, dentro do útero.

Uma gravidez ectópica pode acontecer nas trompas(em cerca 95% dos casos), ou seja, uma gravidez tubária, mas também pode acontecer nos ovários, abdomên ou cólo do útero.
gravidez tubária
Imagem: Divulgação boaformaesaude.com.br
Então, uma gravidez tubária é uma gravidez ectópica, mas nem toda a gravidez ectópica é tubária.

Mas por que a gravidez ectópica acontece? 
Na gravidez o óvulo é fecundado pelo espermatozóide em uma das trompas (tubas uterinas ou trompas de falópio) e depois ele se desloca até chegar ao útero, quando se fixa à parede interna do útero (a chamada nidação). Mas quando o óvulo fecundado não faz esse caminho, ele pode se fixar a um outro lugar, quase sempre a própria trompa. 
As causas mais prováveis são inflamações pélvicas (DIP), problemas anatômicos nas trompas ou no útero, pequenas obstruções ou lesões nas trompas, procedimentos cirúrgicos (como a curetagem, cesária, retirada de apêndice, laqueadura, etc.), endometriose, clamídia, que é uma DST (doença sexualmente transmissível). Ainda existem outras causas que também são investigadas, como mulheres fumantes, que usam drogas, anticoncepcional pós-parto (à base de progesterona), DIU e até a idade mais avançada.

A gravidez ectópica traz riscos sérios a mãe, inclusive de óbito, e o óvulo não tem como se desenvolver.
Os sintomas são os mesmos de uma gravidez normal na fase inicial, mas com o passar do tempo podem ocorrer fortes dores abdominais, sagramentos, tonturas, diarréia, cólica e anemia. 

Para diagnosticar, o médico irá precisar de ultrassom e um ou mais exames de beta HCG quantitativo. Normalmente, o diagnóstico acontece em torno de 4 a 10 semanas de gravidez.

No caso de uma gravidez ectópica, a taxa de HCG no sangue são altas, mas não a um aumento dos valores de forma regular. O aumento acontece de forma mais lenta, ou seja, repetindo o exame em 48 horas o valor não dobra. Outro indício é quando o valor do Beta HCG é maior ou igual 3.000 mUi/ml e o saco gestacional não é visualizado.

O tratamento, quase sempre, é cirúrgico, mas em fases iniciais, em que o HCG ainda não é muito alto, pode ser usada a medicação metotrexato e feito um acompanhamento, que pode evoluir para uma aborto espontâneo, evitando a cirurgia.  

Se você já teve uma gravidez ectópica anterior, as chances de acontecer novamente são de 10% em média, quando nunca se passou por isso as chances são de 1%.

O mais importante, se houver suspeita de gravidez ectópica, procure o médico o mais rápido possível!

bj,
Alê Nunes
Blog Da Fertilidade à Maternidade

P.S.: Gostou do post, então compartilha :), mas se for copiar cite a fonte, com link e a autora. É mais justo com quem pesquisa e escreve sobre o assunto para tentar ajudar. Obrigada, Alê

* As informações disponíveis são meramente informativas, os comentários respostas são informações leigas e não substituem a Consulta Médica!
Comentários pelo Facebook
4 Comentários pelo Blogger

4 comentários:

  1. Achei muito interessante seu post! Eu mesma não sabia disso e acredito que esclarece muito bem pra quem esteja passando por isso e tenha alguma dúvida.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. Uma amiga minha teve e eram gemeos.. Uma das bebes nasceu e hoje ja tem 7 anos!
    bjs
    Lele

    ResponderExcluir
  3. Minha amiga teve, é bem complicado e traumatizante. Espero que o post possa ajudar a esclarecer dúvidas de muitas mulheres.

    http://www.arianebaldassin.com/

    ResponderExcluir
  4. Adorei o assunto abordado já ouvi falar mais não tinha noção de como era

    Bjs Mi Gobbato @espacodasmamaes

    ResponderExcluir

Para enviar sua dúvida, use os comentários pelo Blogger, não pelo Facebook, pois nesse não recebemos aviso e não temos como responder rapidamente.


HomeSobreAnuncieContato



Da Fertilidade à Maternidade - 2015 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger