A adaptação da grávida ao cotidiano de mãe!

Uma matéria bem interessante para as gravidinhas e recém mamães!


Como multiplicar as horas do dia, aprender a cuidar do bebê e ainda descansar — sem pensar em fugir correndo!

* Um bom mantra para quando você chegar em casa com o bebê é: o primeiro mês não dura para sempre. Repita várias vezes ao dia porque, sim, ele vai parecer eterno! Tudo ficará meio confuso, principalmente porque você não terá muito tempo para dormir e ainda estará descobrindo a rotina com o seu filho. 

* A regra clássica é: durma entre as mamadas. Recém nascidos praticamente só mamam e dormem. Depois que ele dormir, deite também. Tente isso na maioria dos intervalos. Naqueles em que você estiver mais descansada, aproveite para tomar banho, comer... 

* Tenha alguém para ajudar com o bebê. Pode ser o pai, sua mãe, sua irmã, a melhor amiga. O importante é não se sentir sozinha e dividir as responsabilidades. Algumas decisões são mais fáceis de serem tomadas a dois, como o que fazer no caso de febre. 

Pólipos Uterinos dificultam a gravidez?!

Um pólipo uterino é um tumor, em geral benigno (apenas 0,3% a 0,5% tem degeneração maligna), que se forma na camada interna do útero, podendo ser cervical, localizado no canal cervical/cólo do útero, ou endometrial, localizado no endométrio. Formações comuns em mulheres na faixa etária dos 30 aos 50 anos.

O principal sintoma de pólipo uterino é o sangramento anormal, principalmente durante a menstruação, com uma quantidade maior de perda de sangue. Mas os pólipos uterinos podem ainda causar uma perda sanguínea entre as menstruações, nas relações sexuais e até mesmo depois da menopausa.

Dependendo da sua localização e do seu tamanho, eles também podem causar dor durante a menstruação, mas esta pode ser confundida com uma cólica menstrual comum, ou ainda dor durante a relação sexual.

Mas nem todas as mulheres tem sintomas, por isso também a importância de uma avaliação médica, principalmente antes de engravidar.

Feridas Uterinas e Cauterização!

Oi meninas, acho que esse é um assunto bem interessante, pois é bem comum de acontecer, eu mesma tive antes de engravidar.

É importante saber que na fertilidade as feridas uterinas podem atrapalhar, pois alteram o PH, tornando mais ácido e matando os espermatozóides.

bjs, Alê

Causas e tratamentos de feridas no colo do útero
O que causa o aparecimento de feridas no colo do útero? Como evitá-las, e como cuidar delas?

Meu corpo vai ficar diferente depois do parto?! E a minha Barriga?!

É preciso ser realista. A gravidez muda bastante o corpo, e ele pode assumir contornos diferentes -- o que não quer dizer menos atraentes. 

Você vai passar por uma consulta de pós-parto, mais ou menos seis semanas depois do nascimento do bebê. Nessa consulta, o ginecologista vai examiná-la com atenção para verificar como seu organismo está se recuperando. 

Caso sinta algum incômodo antes ou depois da consulta, não sofra em silêncio. Se estiver com problemas como dor nos pontos, seios doloridos demais ou desconforto para manter relações sexuais, fale com o médico. 

A atenção à postura, principalmente na hora de carregar o bebê e dar de mamar, e exercícios leves, junto com alongamento, vão ajudar seus músculos a voltar a ter o vigor que tinham antes. 

Quando você parar de amamentar, os seios vão voltar mais ou menos ao tamanho e ao formato que tinham antes da gravidez. É verdade, porém, que talvez eles não estejam mais tão "recheados", principalmente no caso de seios maiores. A culpa é mais dos hormônios que da amamentação em si. Não há muito o que fazer para evitar o esvaziamento, mas você pode tentar caprichar na alimentação. Além disso, exercícios especiais, como a natação, podem fortalecer os músculos da região peitoral para melhorar o formato e a aparência dos seios. 


HomeSobreAnuncieContato



Da Fertilidade à Maternidade - 2015 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger