Saiba como estimular a coordencoordenação motora de seu filho em todas as fases da vida


POR EULINA OLIVEIRA


O bebê nasceu. Ele é pequeno, se move pouco ainda e passa a maior parte do tempo dormindo. Com o passar dos meses vai adquirindo habilidades: observa tudo à sua volta, quer pegar objetos e leválos à boca. Aos poucos, progride: senta, engatinha, anda, corre... A natureza se encarrega para que tudo ocorra no tempo certo. Mas, para que a coordenação motora seja desempenhada da melhor maneira possível, é preciso que a criança receba estímulos. Uma dúvida freqüente dos pais é como fazer isso na forma e intensidade adequadas — nem mais, nem menos.

Especialistas dizem que a criança deve receber estímulos desde que nasce. E o primeiro deles é mais simples do que se pode imaginar: carinho. “Estímulos afetivos, principalmente nos primeiros seis meses, são essenciais para todo o desenvolvimento da criança, inclusive da coordenação motora”, afirma Ana Maria de Ulhôa Escobar, pediatra do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas de São Paulo. “Aconchegar a criança, cantar para ela e fazê-la perceber que é querida é um fator muito importante para promover a ligação entre os neurônios”, explica a médica.

Como engravidar usando a tabelinha?!


Você pode aumentar as suas chances de engravidar se conseguir entender como funciona o processo ovulatório e o seu ciclo menstrual. Durante cada ciclo menstrual, o tecido endometrial fica mais espesso para preparar o útero para uma possível gravidez.

Aproximadamente na metade do ciclo, ocorre a ovulação. A ovulação é o processo pelo qual um ovário produz e libera um óvulo. Ele se desenvolve no ovário em um pequeno saco cheio de fluido chamado folículo. Quando esse está maduro o saco se rompe, liberando o óvulo do ovário. As projeções semelhantes a dedos das trompas de falópio transportam o óvulo para a trompa, onde ele começa a viajar na direção do útero. Se o óvulo for fertilizado por um espermatozóide, ele se move para o útero e começa a se implantar no rico revestimento uterino, onde cresce por nove meses.

Se o óvulo não for fertilizado durante a ovulação (ou seja, se você não engravida), o tecido endometrial mais espesso se descola e passa, junto com o óvulo não fertilizado através do colo uterino e da vagina, e vai para fora do corpo como menstruação.

Saúde do homem: é preciso conhecer as causas da infertilidade masculina

Infertilidade não significa a impossibilidade definitiva de ter filhos


As estatísticas mundiais a respeito da infertilidade mostram que mais ou menos 15% dos casais que desejam engravidar apresentam algum tipo de problema que pode levá-los a um diagnóstico de infertilidade. Durante muito tempo, os problemas relacionados à concepção foram atribuídos exclusivamente às mulheres e só recentemente passaram a fazer parte do universo masculino. "Talvez esta seja uma das explicações para a desinformação e o preconceito sobre a infertilidade masculina entre a população", afirma o urologista Ricardo Felts de La Roca.

Depois de 12 meses tentando engravidar sem sucesso, o recomendável é que o casal procure auxílio médico, e a mulher seja examinada pelo ginecologista e o homem, por um urologista. Esta avaliação médica começa com o levantamento da história do casal, onde se pode verificar se o casal mantém relações sexuais regularmente. "Em seguida, no caso do homem, procura-se identificar algum possível problema físico que esteja impossibilitando a gravidez, como dificuldades de ereção e para ejacular, e pede-se um espermograma, para determinar a quantidade e a qualidade dos espermatozóides ejaculados", explica o médico.

Mãe saudável no pós-parto


Não é só o bebê que precisa de cuidados. Além do sono e da alimentação em dia, é fundamental ter um tempo para si mesma e aceitar as novas emoções. Assim tudo fica muito mais tranquilo. Confira 5 dicas infalíveis

Ana Paula Pontes

Você acabou de chegar em casa com o bebê. Sua atenção e cuidados nesse momento são exclusivamente para o seu filho, certo? O.k. Mas lembre-se que, qualquer dificuldade com o recém-nascido será muito menor se estiver bem emocional e fisicamente.

Abaixo, selecionamos 5 dicas infalíveis para que esse período de adaptação ao novo integrante da família seja saudável, sem prejuízos para você, seu marido e a criança.

Evitando as birras

Os pais que nos tornamos têm origem no modelo de pais que tivemos, seja para imitá-los ou para refutar suas atitudes e comportamentos.

Isto acontece com cada um dos responsáveis pela criança separadamente, enquanto indivíduos com sua própria história e, enquanto casal, quando unem suas diferentes e singulares histórias ao formar uma família.

É por este motivo que não há um manual que ensine a educar uma criança, visto que são infindáveis as variantes que fazem parte da relação familiar, bem como o contexto em que são inseridas.

Geralmente, a questão maior se encontra na dinâmica do casal após o nascimento do bebê. Cada um, consciente e inconscientemente, reativa e revive sua própria infância e o modo como experienciou esta fase, certamente influenciará a relação pais-filhos.

Síndrome de Ovários Policísticos e Metformina!


SOPs

O distúrbio chamado de síndorme de ovários policísticos, SOPs, afeta entre 10% e 15% das mulheres e, saiba, se manifesta na adolescência. “Ele não tem uma causa específica, mas está associado ao aumento desproporcional da produção de androgênio, o hormônio masculino”, conta o especialista em reprodução humana Jorge Haddad Filho, coordenador do Programa de Reprodução Assistida da Universidade Federal de São Paulo, a Unifesp.

Ainda há muito o que descobrir a respeito da SOP. Mas a ciência desconfia que alterações genéticas estejam por trás dela. Uma delas seria responsável pela chamada resistência à insulina, hormônio que controla os níveis de açúcar no sangue. Esse distúrbio, por sua vez, levaria a uma outra síndrome, a metabólica — um pacote de encrencas, como obesidade, gordura abdominal, colesterol e triglicérides alterados, pressão alta e diabete, capazes de levar a doenças cardiovasculares.

Uso da Metformina

Será que o mioma realmente é um vilão quando o assunto é infertilidade?


Antes de tudo, é importante sabermos que os miomas são tumores benignos que surgem na musculatura do útero e formam nódulos. Eles podem acometer até 50% das mulheres em idade reprodutiva, quer dizer, na fase em que menstruamos e que podemos engravidar.
A grande maioria dos miomas não nos causa nenhum sintoma. Quando estes surgem, aparecem como uma alteração da menstruação, levando a um maior tempo de sangramento, e aumento do fluxo menstrual.

Podemos descobrir que temos mioma quando fazemos à ultra-sonografia transvaginal ou da pelve de rotina, mesmo sem sentirmos nada. Podemos perceber uma alteração na menstruação e procuramos o Ginecologista, que pelo toque sente o útero aumentado suspeitando de mioma, o que vai ser confirmado pelo exame de ultrassonografia.

Principais erros alimentares na gravidez!


Uma alimentação correta e equilibrada é um dos fatores mais relevantes para o desenrolar de uma gravidez saudável.

Certos erros alimentares cometidos sistematicamente desencadeiam alterações perniciosas e graves na saúde do seu bebê.

Eliminar o café da manhã
Pular o café da manhã é um hábito péssimo e perigoso. Ao fazê-lo está expondo o seu bebê, que necessita de um fornecimento continuo de energia, a um período de jejum extremamente prolongado de cerca de 16 a 18 horas.

Coma bem no café da manhã assegurando:
. Água
. Leite e derivados: fornecem proteínas de elevada qualidade biológica (ricas em aminoácidos essenciais) minerais (Cálcio, Fósforo, Magnésio,etc.) e vitaminas
. Cereais: para que obtenha energia e fibras
. Frutas: que concede vitaminas

Tapas, castigos e broncas: disciplina à moda antiga funciona?


Seu filho respondeu pela enésima vez e essa foi a gota d'água. Não dá mais para segurar e você grita: "Já para o seu quarto!". Momentos depois, você percebe, em choque, que agiu igualzinho à sua mãe.

Isso acontece com todo mundo. É normal que, numa reação impensada, quando nossos filhos se comportam mal, a gente faça com eles o que faziam conosco quando nós próprios éramos crianças. A pergunta é: a disciplina à moda antiga ainda funciona?

Tapas, beliscões e puxões de orelha

Muitas mães já levaram tapas quando eram crianças e acabam fazendo o mesmo com os filhos. Alguns pais dizem que um tapa no bumbum ou na mão é a única coisa que funciona, quando já tentaram de tudo. Já outros são totalmente contra. Afinal, tem gente que lembra quantos tapas levou, da dor e do choro, mas não consegue recordar o motivo da surra.

O brinquedo ideal para cada fase do seu filho!


É brincando que seu filho se desenvolve, em vários campos: cognitivo, social, neurolófico, físico, sem falar no aprendizado da linguagem, esquema corporal, da lateralidade e da motricidade. "Muitas vezes o brinquedo chega a ser tão sofisticado que a criança não tem necessidade de explorar e criar situações diferentes. Basta apertar um botão e o brinquedo faz tudo", explica a psicopedagoga e psicomotricista
Raquel Caruso.

Pensa assim: é como se o brincar fosse o “trabalho” das crianças e os brinquedos, suas ferramentas. Já que a coisa é séria, nós ensinamos como você deve escolher o brinquedo ideal para cada fase do desenvolvimento do seu filho.

Primeiro mês de vida
Móbiles, espelho, chocalhos, bola, bonecas, dado de espuma, materiais coloridos, macios e que façam ruídos, livros de plástico para o banho.

Mãe Estressada!


A maternidade tem suas maravilhas e você já deve saber disso, toda a alegria de ser mãe e de cuidar do seu pequeno com todo carinho e atenção. Só que a maternidade também pode ser estressante e te deixar irritada, deprimida, se sentindo feia e sem tempo para nada. Como agir e o que fazer nesses casos? Primeira dica é não se desesperar que isso acontece com todas as mães.

Depois que todo o turbilhão de emoções que você sente quanto o bebê nasce aparece a insegurança e com ela todo o stress da sua nova rotina. E além dessa mudança de rotina, vêm todas as duvidas diárias; afinal de contas, filho não vem com manual de instruções.

Mais do que se acostumar com essa nova vida, você deve ser calma e tentar fazer tudo ao seu tempo; a pressa não vai adiantar em nada. Na maioria dos casos a falta de ajuda, apoio e compreensão do marido fazem com que você fique ainda mais irritada. E com essa irritação vem a falta de tempo e você acaba deixando os cuidados com você de lado para satisfazer as necessidades da maternidade.

As 10 maiores surpresas da vida pós-bebê!

Por mais que você se prepare, não tem jeito: a vida como pai e mãe é sempre surpreendente.


Seu filho vai te desafiar, vai te fazer chorar -- de tristeza e de tanto rir --, e vai fazer você esquecer de tudo aquilo que precisava tanto fazer. A vida que você tinha antes vai simplesmente desaparecer. E aí ele vai fazer surgir uma vida nova, muito mais complicada -- mas muito mais bonita.

É claro que para cada um a grande surpresa vai ser diferente. Mas o BabyCenter fez uma enquete com mães e pais e abaixo você vai ler os resultados.

Dicas e curiosidades para mamães!


Dicas e curiosidades para situações do dia a dia:

* Sabe quanto mama um bebê nos primeiros meses?
Em média, 100 mililitros por quilo de peso a cada dia. Isso significa que um recém-nascido de 3,5 quilos ,mama 350 mililitros, o equivalente a uma lata de refrigerante. Conforme vai crescendo tende a mamar cada vez mais. Por isso os bebês mamam tantas vezes ao dia e durante a noite também.

* Por que a chupeta acalma os bebês?
Sugar é uma necessidade intuitiva desde os primeiros dias de vida. No bebê, isso produz prazer, alegria e tranquilidade. Alguns médicos não recomendam o uso de chupetas, com o tempo elas podem desregular o apetite e causar deformações na arcada dentária. O ideal é que o bebê sinta todas as emoções junto ao seio materno.

* Quando é hora de tirar a fralda?

As melhores posições para engravidar!


Infelizmente, nunca foram realizados estudos científicos nessa área. Foram registradas, no entanto, imagens de ressonância magnética de casais mantendo relações sexuais em diversas posições, o que esclareceu um pouco o que acontece dentro do corpo da mulher na hora do sexo.

Se formos nos guiar pelo bom senso, a posição papai-e-mamãe (com o homem por cima) seria a mais indicada, porque permite uma penetração mais profunda, colocando os espermatozóides mais perto da abertura do colo do útero. Há outras posições que poderiam aumentar as chances de engravidar (ou, no mínimo, combater o tédio na vida sexual), como a penetração vaginal por trás, com a mulher deitada de lado ou de quatro ("cachorrinho"). Nesse tipo de posição, os espermatozóides também são depositados perto do colo uterino.

Os 1os Rabiscos!


As primeiras tentativas de escrever do seu filho não vão se parecer lá muito com palavras ou frases. Mas esses primeiros rabiscos vão ajudá-lo a aprender as primeiras letras, daqui a um bom tempo.

A maioria das crianças consegue segurar um giz de cera e rabiscar num papel por volta dos 12 ou 13 meses. A partir daí, até algum momento entre os 2 e os 5 anos de idade, os pequenos ficam cada vez melhores em escrever e desenhar. Um belo dia, conseguem colocar algumas letras juntas e, depois, escrever o próprio nome.

Como acontece
Ao longo do primeiro ano de vida, a coordenação motora fina do seu filho se desenvolve gradativamente, o que o prepara para segurar um giz de cera (de preferência os mais grossos). O giz de cera é também uma boa opção por ser menos perigoso (menos pontudo) que o lápis comum. Canetinhas hidrográficas funcionam bem, mas aí o risco é para os móveis e as paredes da sua casa.

Aos 12 ou 13 meses, alguns bebês já conseguem rabiscar; se seu filho precisar de mais algumas semanas, também não há problema.

Pílulas anticoncepcionais não causam infertilidade nem dificuldade para engravidar!


Ao contrário do que muita gente pensa, tomar pílula por muitos anos não atrapalha a gravidez. É o que comprova um estudo americano

Simone Tinti


Quem nunca ouviu falar que a pílula anticoncepcional, se tomada por muitos anos, provoca infertilidade? Pois um estudo divulgado na revista científica Fertility and Sterility, veio comprovar justamente o contrário: os contraceptivos orais não influenciam na fertilidade feminina. Para chegar a essa conclusão, os cientistas da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, avaliaram uma série de pesquisas sobre o tema.

Como diz Valter Banduk, ginecologista do Hospital São Camilo, a crença de que a pílula interfere na fertilidade vem do fato de que, ao tentar engravidar logo depois de parar com os contraceptivos, muitas mulheres não conseguem e colocam a culpa nos anos de tratamento com o medicamento. Mas isso não é verdade. “Muitas mulheres realmente têm problemas de infertilidade e só vão descobrir nesse momento. Nada a ver com a pílula”, diz.

Como prevenir uma gravidez de risco!


“As gestações de alto risco dividem-se em dois grandes grupos: aqueles em que a mãe adoece e aqueles em que o feto tem uma doença. As principais causas de uma gravidez de risco, de causa fetal, estão relacionadas com bebés pequenos (restrição de crescimento intra-uterino) e que estão em risco de falência orgânica. São bebés que não crescem por algum motivo”, explica a Dra. Njila Amaral da Maternidade Dr. Alfredo da Costa (MAC).

Outros casos relacionam-se com o facto do bebé ter líquido amniótico a mais ou a menos. Qualquer doença que o bebé tenha (doenças do coração, doenças do rim, etc.), reflecte-se na gravidez.

“Por outro lado, algumas mulheres podem ter o colo do útero muito curto e pouco competente. Estas mulheres têm o risco de perder gravidezes consecutivamente. É uma gravidez que exige alguns cuidados, algumas técnicas cirúrgicas e alguns internamentos… Algumas grávidas têm uma placenta que está à frente da cabeça do bebé, em cima do colo do útero”, indica a Njila Amaral.

Patologias que complicam a gravidez


HomeSobreAnuncieContato



Da Fertilidade à Maternidade - 2015 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger