Cólicas nos bebês!

Escrito por Pablo Zevallos


Bebês com cólicas. As cólicas nos bebês são um tipo de dor abdominal inofensiva, que, em geral, começa aproximadamente nas 2-4 semanas de vida do bebê e que desaparecem até os 3 meses de idade. O bebê terá acessos de dor quando grita e encolhe as pernas até o abdômen. Aparecem diariamente ao entardeder e duram de três a quatro horas. Desaparecem espontaneamente.


Cólicas em bebês são normais e atingem 90% dos recém-nascidos. E não estão associadas a nenhuma doença. São um mero problema fisiológico, comum em recém-nascidos, que têm um sistema digestivo ainda imaturo, até por falta de experiência. Quando o bebê mama, os intestinos contraem e relaxam, provocando as cólicas. Também há estudos que relacionam as cólicas à alimentação da mãe. E ainda é possível que o bebê não esteja sugando corretamente o peito e engolindo muito ar durante a amamentação.

Teste de APGAR - Você sabe o que é e para que serve?


Pontuação do recém-nascido no teste de Apgar. O Teste de Apgar se trata de uma prova, uma avaliação do quadro de vitalidade de um bebê quando este acaba de nascer. Avalia-se, através da pontuação determinada no minuto do nascimento aos 5 minutos, e, às vezes, aos 10 minutos. Examinam-se ritmo cardíaco (a frequência das batidas do coração), respiração (dificuldade), tônus muscular, reflexos e a cor da pele do bebê.

Probióticos podem evitar o acúmulo de gordura na barriga no pós-parto


Mulheres que fazem uso de suplementos probióticos desde o primeiro trimestre da gestação têm menos risco de se tornarem obesas após o nascimento do bebê. A conclusão é de um estudo feito na Finlândia e apresentado semana passada no Congresso Europeu de Obesidade realizado em Amsterdã, Holanda.

A pesquisa, da Universidade de Turku, contou com 256 mulheres divididas aleatoriamente em três grupos. Ao primeiro foram oferecidas apenas cápsulas inócuas. Além desses comprimidos, o segundo grupo também contou com aconselhamento nutricional. O outro terço das gestantes teve acesso a essas mesmas dicas de nutrição e aos suplementos que continham Lactobacillus e Bifidobacterium, os probióticos mais comuns.

Dor de crescimento não é manha!

Que as crianças fazem de tudo para chamar a atenção dos pais, ninguém duvida. Mas, e aquele menino que acorda chorando no meio da noite, reclamando de dor na perna? Ou aquela garotinha de seis anos que sequer consegue pegar no sono por conta do mesmo problema? De acordo com o ortopedista Lafayette Lage, especialista em Medicina Esportiva e cirurgias de quadril, 15% das crianças sofre de dor de crescimento.

Não se trata de uma doença, mas de uma condição que acomete crianças em fase de crescimento, a partir dos três anos de idade. Como a freqüência da dor pode variar de uma pessoa para outra, há desde aquelas crianças que mal conseguem participar das aulas de educação física na escola, até as que sofrem mais no período noturno, diz Lage.

Desenvolvimento do Bebê na Gravidez!

É fundamental sabermos o que ocorre durante a gravidez com a mamãe e com o bebezinho, afim de diminuir nossas dúvidas e ampliar nossos conhecimentos sobre esses nove meses de felicidade!

Desde o início da gestação ficamos imaginando como está nosso bebê, qual o tamanho, qual o peso, quais as reações, enfim são muitos questionamentos que se passam pela mente das futuras mamães.

Aqui vamos revelar toda a beleza da evolução do bebê dentro do útero materno. Acompanhe:


Procedimentos menos invasivos ajudam a tratar miomas no útero - O Globo

Procedimentos menos invasivos ajudam a tratar miomas no útero - O Globo

Shared via AddThis

Aborto espontâneo atinge até 15% das 1as gestações!

O aborto espontâneo é uma experiência absolutamente normal na vida reprodutiva da mulher. Cerca de 15% das primeiras gestações não se desenvolvem até o final. Embora o número seja alto, o episódio não deixa de ser doloroso para a mulher quando ocorre. Mas a explicação certamente vai tranqüilizar o casal. Abortar espontaneamente significa uma boa leitura do organismo que, ao se deparar com embriões mal formados geneticamente, interrompe o processo de manutenção da gravidez, esclarece o ginecologista Alberto dAuria, diretor clínico do Hospital e Maternidade São Luiz, de São Paulo. Segundo ele, o abortamento deve ser visto com bons olhos e não com tristeza.

O efeito que o sorriso do bebê provoca na mãe!



Li essa matéria essa matéria e achei muito interessante e acredito que é verdade, olhem só:

"
Sorriso Contagiante

Revista 33

O sorriso de um bebê pode provocar na mãe uma sensação de prazer semelhante à reação que se tem com o uso de drogas. Uma pesquisa realizada no Texa´s Children Hospital analisou o comportamento de 28 mães, com filhos entre 5 e 10 meses de idade. As voluntárias se submeteram a exames de ressonância magnética enquanto olhavam fotos dos próprios filhos e também de crianças desconhecidas, algumas sorrindo e outras com expressões neutras ou de tristeza.

Os cientistas verificaram que, ao ver imagens de seus filhos sorrindo, áreas do cérebro reagiram ao mesmo tempo em que registraram aumtento da produção da substância química dopamina. Essa substância estimula o sistemas nervoso central, produzindo adrenalina, e também atua quando há dependência por jogo, álcool ou drogas.

Chás que eliminam miomas e cistos - Mito ou verdade?

Há quem não espere pela resposta definitiva. Na rota dos pesquisadores, foi encontrado o uxi-amarelo, árvore que alguns brasileiros consideram quase milagrosa.

“A casca do uxi-amarelo é utilizada no tratamento de miomas. É feito um chá, que deve-se deixar ferver bastante. No caso específico do tratamento para mioma e cisto, é necessário tomar meio litro de uxi-amarelo de manhã e meio litro de unha-de-gato pela tarde”, ensina o botânico.

A unha-de-gato é considerada um poderoso anti-inflamatório natural, usado contra gripes e viroses. A erva fortalece o sistema imunológico e também é recurso no tratamento de tumores.


Infertilidade, a cegonha com endereço errado!

O desejo de maternidade pode ser visto como uma alavanca para a felicidade de muitas mulheres. E a chegada da cegonha pode mesmo fazer com que algumas se sintam mais completas. A ansiedade toma proporções incalculáveis quando ela descobre que em breve terá um pedacinho de si solto no mundo. E os nove meses de gestação parecem uma eternidade até a chegada do bebê.

Mas, não é sempre que a cegonha acerta o endereço - e às vezes ela pode não se manifestar da maneira natural como todo mundo sonha. E aí a sensação de ninho vazio ganha um nome que assusta o casal: a infertilidade.

Como tornar a casa um lugar sem riscos para seu filho!

Se você pensa que bebê de colo dá trabalho, não imagina do que será capaz assim que aprender a engatinhar e dar os primeiros passos. Em meio a quedas e tropeções, ele vai explorar a casa. E basta um segundo de distração para que a criança engula um brinquedinho, coloque o dedo na tomada ou escale o sofá em direção à janela. Até mesmo acidentes com arma de fogo podem acontecer. É preciso preparar a casa. A criança enxerga o mundo sob um ponto de vista diferente do dos adultos. Confira as sugestões dos especialistas para tornar o lar um ambiente seguro.

Nas Alturas


Se você pensa que bebê de colo dá trabalho, não imagina do que será capaz assim que aprender a engatinhar e dar os primeiros passos. Em meio a quedas e tropeções, ele vai explorar a casa. E basta um segundo de distração para que a criança engula um brinquedinho, coloque o dedo na tomada ou escale o sofá em direção à janela. Até mesmo acidentes com arma de fogo podem acontecer. É preciso preparar a casa. A criança enxerga o mundo sob um ponto de vista diferente do dos adultos. Confira as sugestões dos especialistas para tornar o lar um ambiente seguro.

Como alimentar uma criança que está doente!

http://www.guiainfantil.com/images/blog/300/300/001_small.jpg

Quando as crianças estão doentinhas, ou seja, apresentam algum resfriado, tosse, febre, assim como võmitos ou diarréia, é muito normal que não queiram comer. Em alguns casos, terão que evitar alguns alimentos para que não se sintam piores. No entanto, elas não podem deixar de comer, e por isso é importante saber com que alimentá-las segundo a doença que tenham.

Se a criança tem alguma doença e não come, poderá piorar. Para que melhore, é necessário que lhe ofereça alguns alimentos. Se seu filho está com resfriado ou catarro, não o obrigue a comer se não quiser ou não tiver fome. Ofereça-lhe bastante líquido. A água e os sucos bem diluídos são uma ótima opção. Deve fazer o mesmo com a criança que tenha febre, já que o corpo das crianças perde muita água quando apresentam uma temperatura alta. O chá de limonada morna pode acalmar a dor de garganta e a tosse. Quanto aos alimentos sólidos, o melhor no caso de resfriado ou febre, é oferecer alimentos ricos em vitaminas A, C, e E às crianças. Frutas e verduras, principalmente. Comidas leves como purê de maçã, a abóbora, brócolis, couve-flor, beterraba, espinafre, cítricos, além de iogurtes, sopas e vitamina de leite com frutas.

Sexo durante a gravidez? Sim!

Muitos casais chegam à conclusão de que o sexo na gravidez é melhor do que nunca.


Um maior afluxo sanguíneo para a zona pélvica provoca o intumescimento dos genitais, o que pode implicar sensações mais intensas na mulher e, adicionalmente, os níveis hormonais sempre crescentes contribuem para uma maior lubrificação vaginal. Com a gravidez, algumas mulheres também se sentem mais sensuais, femininas e soltas. Além disso, agora que não tem de se preocupar com uma eventual gravidez (caso não tenha estado nos seus planos durante algum tempo), é possível que se sinta mais sexual do que alguma vez antes se sentiu. No entanto, outros casais sentem que o seu apetite sexual é menor ou que estão simplesmente demasiado nervosos para terem relações. Se estiverem preocupados, pensem no seguinte:

Infertilidade masculina: preconceito prejudica tratamento

Durante muitos anos a mulher foi considerada a única responsável pela esterilidade e/ou a infertilidade de um casal. Hoje se sabe que 80% das causas da infertilidade são atribuídas a homens e mulheres de forma igualitária (40% para cada um), e os 20% restantes são fatores relacionados ao casal. O preconceito e a falta de informação prejudicam o tratamento, uma vez que os homens criam resistência para consultar um especialista e realizar exames simples, que podem agilizar o diagnóstico.

Conchas para Amamentação! Como me ajudaram!

Oi meninas, vi que muitas gravidinhas tem dúvidas ainda sobre as conchas de amamentação, eu mesma só descobri que elas existiam num fórum de gestantes, aí resolvi comprar. Olha, foi a melhor coisa que fiz, 'santas' conchas de amamentação! Hehehe!

Estudo médico sobre os melhores métodos para identificar a ovulação

Oi meninas, pesquisando na net, achei esse estudo publicado e achei bem interessante. Ele compara vários métodos de controle de ovulação, temperatura basal, ultrassom, progesterona, LH e FSH, olhem só:

Os autores estudaram 101 mulheres acompanhadas em um hospital universitário italiano para tratamento de infertilidade. As integrantes do estudo tinham entre 18 e 38 anos de idade (média de 32 anos), apresentavam pelo menos 12 ciclos menstruais consecutivos regulares com duração entre 26 e 34 dias antes do início do estudo, tinham peso normal (índice de massa corpórea entre 19 e 24 kg/m²) e eram saudáveis. Níveis de progesterona sérica no meio da fase lútea maiores ou iguais a 8,0 ng/mL (25 nmol/L) foram critérios de inclusão no estudo, sendo também determinados os níveis séricos de prolactina, hormônio folículo estimulante (FSH) e LH. Mulheres com níveis elevados de LH e FSH no início da fase folicular foram excluídas do estudo, bem como aquelas com níveis elevados de prolactina no meio do ciclo. Pacientes com evidências de síndrome dos ovários policísticos ou quaisquer achados intra-abdominais que pudessem dificultar o exame ultra-sonográfico também foram excluídas.

Acerte na escolha da fralda, evite alergias e vazamentos no seu bebê




Quem está começando conhece a dificuldade: as prateleiras do supermercado estão atulhadas de marcas e modelos de fraldas, e a hora da compra é um sofrimento, afinal a idéia é sempre escolher um produto que mantenha o bebê sequinho, não irrite a pele, deixe as perninhas dele confortáveis... Hoje, temos muitas opções de qualidade, mas realmente é necessário ter atenção na hora da compra, elegendo a fralda que atende com mais qualidade as suas exigências , afirma o pediatra Sergio Furuta, professor da Faculdade de Ciências da Saúde de São Paulo. A pedido do MinhaVida, ele reuniu uma série de dicas que vão acabar com suas dúvidas e tornar a escolha da melhor fralda muito mais tranqüila.

Gravidez X Obesidade


Se já é necessário cuidar da alimentação sempre, na gravidez esses cuidados devem ser redobrados. Afinal, uma boa nutrição tem relação direta com a saúde da mãe e do bebê, tanto na vida intra-uterina como no futuro. A obesidade na gravidez é um problema comum e perigoso. Cerca de 45% das mulheres obesas no mundo ganharam peso após a gravidez. Para a psicóloga e criadora do método de emagrecimento Forma Leve, Yara Daros, a fome não é apenas uma necessidade fisiológica, também pode estar associada a alterações psicológicas e emocionais, como períodos de ansiedade e fragilidade, que podem levar à compulsão alimentar.

De acordo o RDI (Recommended Dietary Intakes), tabela com as recomendações universais sobre alimentação, gestantes a partir do terceiro mês de gravidez devem ingerir apenas 300 calorias a mais do que o normal, totalizando 2.800 calorias por dia. Considera-se que as gestantes de baixo peso ganham em torno de 15 kg; as de peso.

Cólica e refluxo são comuns na fase de adaptação ao leite materno


Logo que o bebê nasce, nem é preciso se preocupar com as refeições que rechearão o cardápio dele. Um único alimento, como você bem sabe, é capaz de fornecer todos os nutrientes de que o pequeno precisa para crescer com saúde. O leite materno é o alimento ideal para a criança. Até o sexto mês de vida, ele deve ser a única alimentação da criança , garante a pediatra e nutróloga da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Virgínia Weffort.

Ainda falando sobre a qualidade nutricional do leite materno, a especialista diz que ele contém proteínas, gorduras, hidrato de carbono, minerais e vitaminas. Além disso, devido às imunoglobulinas, linfócitos e outras células de defesa presentes no leite, ele protege a criança contra infecções.
Os questionamentos sobre a qualidade do alimento que você proporciona ao seu bebê são poucos. As dúvidas sobre alimentação que acompanham os primeiros meses de vida da criança giram em torno da oferta adequada do leite. Virgínia adianta: nos primeiros dias, a criança suga menos leite. O estômago é menor e ela se cansa mais fácil. Os intervalos entre as mamadas, entretanto, são curtos. O comum é que elas aconteçam de hora em hora .

Ganhei mais selinhos!






Oi meninas, ganhei esse selinho linda da amiga Déia Musso, http://deinhamusso.blogspot.com/

As regrinhas:
A regra é fazer uma listinha das pessoas que sempre marcam presença com seus comentários de meu blog, que sempre estão "presentes", q são:

- a própria Déia, http://deinhamusso.blogspot.com/
- Dani - http://diariodequatroamores.blogspot.com/
- Titaly - http://diariodetitally.blogspot.com/
- Alê - http://sermaequeviagem.blogspot.com/
- Fabi - http://minhavidaagorasoumae.blogspot.com/

Esse ganhei da Fabi http://minhavidaagorasoumae.blogspot.com/




Regrinhas:
1- divulgar quem te dedicou um selinho;
2- comentar no blog de quem ofereceu o selinho;
3- indicar 3 blogueiras, mulheres que vc considera e gostaria que fosse sua madrinha virtual;

Mah - http://noseumahistoriadeamor.blogspot.com/
Dani - http://diariodequatroamores.blogspot.com/ 
Titaly - http://diariodetitally.blogspot.com/
4- avisar as blogueiras do selinho;
5- falar um pouquinho de cada madrinha.

A Mah é uma amigona e uma super mãe.
A Dani além de super mãe e uma esposa apaixonada e uma amiga presente e carinhosa.
A Titaly é uma grande amiga tb, que está tb tentando ajudar outras mulheres a conquistar o sonho de ser mãe. Tem um coração enorme.


bjss par todas,
Alê

Uma pitada de carinho: dicas para dar remédio às crianças

Uma pitada de carinho: dicas para dar remédio às crianças Muitos pais novatos (e alguns experientes também) têm dúvidas sobre como dar remédios para o bebê e para a criança pequena. O segredo é acreditar que a criança precisa do remédio. Ela pode sentir dúvidas e resistir. Não importa o que ela faça, se você acreditar que está fazendo o melhor. Seja confiante e determinada. Se não estiver convencida de que o remédio é necessário, converse com o pediatra do bebê antes de tentar, com dor no coração, fazê-lo engolir.

Se a criança detesta tomar remédio e o pediatra disse que a medicação é essencial, converse com ele e com o farmacêutico. Pergunte sobre medicamentos alternativos que precisem de menos volume por dose, que tenham que ser tomados com menor freqüência e que tenham obtido uma nota alta no teste de paladar. Um formato diferente pode ajudar, pois há crianças que aceitam melhor um comprimido amassado e escondido na comida que um líquido de gosto engraçado.

Quais os tipos de anestesia para o parto?

Há dois tipos de anestesia e, ainda, a possibilidade de combinação das duas

Existem basicamente três técnicas que podem ser utilizadas. “E não existe a melhor anestesia. Existe a mais indicada, de acordo com cada situação”, afirma o anestesista Antonio da Silva Bastos Neto. A indicação de cada uma depende de fatores, como o quadro clínico, a tolerância à dor da paciente e o estágio em que está o trabalho de parto. No parto normal, pode ser utilizada qualquer uma das técnicas.

Na anestesia peridural, uma agulha é aplicada na região lombar e fica ligada a um cateter por onde entra o anestésico. Na raquidiana, a agulha vai mais fundo, até o liquor, e a aplicação é única. “A raqui é uma anestesia de efeito mais rápido e mais potente”, diz Bastos. A peridural é mais fraca, mas permite a renovação da dose e não tira a sensibilidade da mulher aos movimentos.

Cartilha da mãe moderna!

Dicas de Laura Guimarães e Juliana Sampaio, criadoras do blog Mothern e autoras de um novo livro sobre o assunto, para mães e futuras mamães:

- Filho vem para acrescentar, não para diminuir. Continue sendo mulher, profissional, amiga, amante etc. O desafio é conciliar tudo isso.

- Você não precisa ser perfeita. Há coisa mais neurotizante do que ter uma mãe que não erra? Relaxe: faça o melhor, mas saiba rir dos seus erros e defeitos. E volte atrás se preciso for.

- Seu filho é prioridade, mas não é tudo o que você tem. Alimentar outras paixões na vida só vai transformá-la em uma mãe mais centrada e fácil de conviver.

- Não é porque está grávida que você precisa usar aqueles vestidos feinhos e redondos em tons pastél. Seja criativa e monte um look bacaninha.

Investigando a Fertilidade do Casal!

COMO É O TRATAMENTO?

O tratamento é dividido em duas partes. Primeiro existe a fase de pesquisa, em que ise estuda todos os fatores que podem estar alterando a fertilidade do casal. Ao final desta fase teremos um diagnóstico, e baseado neste, inicia-se então o tratamento propriamente dito.

ESTA PESQUISA DEMORA?

Como a mulher tem ciclos menstruais, os exames são realizados em épocas pré-estabelecidas, que devem seguir a fisiologia. As vezes precisamos esperar um novo ciclo para repetir ou dar continuidade a um determinado exame. Habitualmente conseguimos terminar a fase de pesquisa em 2 ciclos menstruais.

15 doenças comuns nos três primeiros anos de vida!

Conheça quais são os principais inimigos do seu bebê nesta fase e como protegê-lo:

Quem tem filho pequeno sabe que, a cada três meses no máximo, o pequeno aparece com alguma doencinha. Na maioria das vezes, os casos estão ligados às doenças respiratórias causadas por vírus. No entanto, vários outros problemas típicos da infância lotam os consultórios e ambulatórios pediátricos.

E a melhor arma para lutar contra eles é munir-se de informações e aprender quanto à prevenção, aos sintomas e aos tratamentos. A pediatra e presidente do departamento de cuidados primários e pediatria ambulatorial da Sociedade Paulista de Pediatria e membro da Brasileira, Ana Cristina Ribeiro Zöllner, e o pediatra da Universidade Federal de São Paulo, Renato Lopes de Souza, listam aqui os principais:

Marido, mulher e...um bebê no meio?!

Adorei a matéria e resolvi compartilhar com vcs.
bj,
Alê


Antes da chegada do seu primeiro filho o casamento era, digamos, diferente? Três mães se reuniram para escrever um livro que fale exatamente para vocês. E o plural aqui é literal: Casamento à Prova de Bebês fala diretamente ora com a mulher, ora com o homem sobre como manter a chama acesa e formar uma família bem feliz

Dicas de uma mãe!

Oi gente, resolvi criar esse post para ir incluindo algumas dicas de mãe, principalmente pra mamães de 1a viagem como eu, então aos poucos vou atualizando e quem quiser contribuir por favor deixe seu comentário. Então se ler hoje, volte outro dia, pois deve ter mais dicas.

Intestino Preso e Cólicas
Uma coisa que ajuda muito é o chá de ameixa, vc coloca 5 ameixas pretas em 500ml de água, ferve por alguns minutos, depois deixa esfriar, qnto mais escuro ficar melhor, côa e oferece para o bb uns 30ml 3x ao dia. Se vc dá LA, utilize o chá de ameixa ao invés da água.

Para cólicas e gases tb pode se fazer massagem, coloque o bb no seu cólo com os pézinhos na direção da sua barriga, aí vá empurrando as perninhas contra o abdomem, faça várias vezes. Bolsa de água quente na barriguinha tb ajuda. O luftal tb ajuda, mas tem que ver com o pediatra a dosagem correta para o seu bb.

Pré-natal: Muito importante para uma gravidez saudável!

Segundo a Organização Mundial da Saúde "Assistência Pré-Natal" é um conjunto de cuidados médicos, nutricionais, psicológicos e sociais, destinados a proteger o binômio feto/mãe durante a gravidez, parto e puerpério, tendo como principal finalidade a diminuição da morbi-mortalidade materna e perinatal.

O ideal seria que todo o Pré-Natal fosse iniciado tão logo o desejo pela maternidade se manifestasse. Sendo assim, o casal já se planejaria para dar início a uma gestação, gozando de plena saúde. Porém, como na grande maioria das vezes, isso não é possível, deve-se dar início ao pré-natal tão logo a gravidez seja suspeitada ou confirmada.

Desfraldamento para iniciantes!

1 - Tenha certeza de que a criança está pronta

Existe uma idéia mais ou menos generalizada de que a idade certa para tirar a fralda da criança é por volta dos 2 anos. Mas cada pessoa é diferente e, assim como elas aprendem a andar em momentos distintos, a hora ideal para aprender a fazer xixi e cocô no penico ou na privada pode variar muito.

Há algumas crianças que só ficam realmente preparadas para iniciar o desfraldamento quando têm mais de 3 anos. Para saber se é o caso do seu filho, confira nossa lista de sinais de que chegou a hora.

Se achar que seu filho não está pronto, resista à pressão da família e da escola, ou então faça uma tentativa sabendo que é provável que tenha de voltar atrás antes que o estresse se instale.

Creche ou babá em casa?

A decisão sobre quem cuidará do bebê enquanto você estiver no trabalho não é fácil. É algo que você precisa pensar muito bem e tomar bastante tempo para poder avaliar qual é a melhor opção para você e o bebê. Tanto a creche quanto a babá em casa tem vantagens e desvantagens, e definir o que é conveniente vai depender muito do seu estilo, dos seus medos, da sua segurança e também das possibilidades econômicas.

É bom que você procure uma pessoa carinhosa, que o alimente bem e que lhe proporcione todos os cuidados necessários com responsabilidade. Desta forma, além de você ficar mais tranqüila, também ajudará o bebê a se adaptar bem e mais rapidamente a ficar com ela enquanto você não está.

É claro que ninguém poderá substitui-la, mas se não há outro jeito a não ser voltar ao trabalho, não sofra. Com certeza você vai achar a melhor maneira para que alguém cuide da criança enquanto você não está. O importante é que quando você voltar do trabalho, possa dar muita atenção ao bebê. Você vai ver que ele vai valorizar muito a qualidade do tempo que passa com você.

A seguir, apresentamos algumas perguntas que você pode responder para descobrir vantagens ou inconvenientes de qualquer uma das opções:

1 – Você prefere que o bebê esteja com outras crianças e sob o cuidado de pessoas experientes e formadas especialmente para cuidar dele ou você prefere que o seu bebê fique em casa, com seus brinquedos e suas coisas porque assim estará mais protegido e seguro?

2- Quantas horas por dia é necessário deixar o bebê ao cuidado de outras pessoas?

3- Qual das opções é menos custosa em termos de dinheiro?

4- Há creches perto do seu trabalho ou da sua casa?

Vantagens de contratar uma babá

- O seu bebê estará com suas coisas, poderá descansar tranqüilo em seu berço com seus lençóis ou em seu carrinho.

- Se estiver em casa, será mais fácil respeitar suas rotinas de dormir e refeições.

- Nos dias de frio, calor ou chuva, não será necessário expô-lo ao clima.

- Você poderá controlar tudo o que acontece com o bebê: o que come, a que horas dorme, com que brinca, etc.

- O seu bebê estará menos exposto a resfriados, gripes e outras doenças ocasionadas pelo contato com outras crianças.

-A babá estará disponível nos horários mais convenientes para você. Se você tiver essa possibilidade, inclusive você poderá fazer com que durma em sua casa.

Desvantagens

- É difícil encontrar uma boa babá. Em geral são moças muito jovens a quem você tem que ensinar muito e poucos meses depois descobrem que o trabalho não é para elas. A rotatividade é uma constante em muitos casos.

- Normalmente é mais caro que uma creche. É atendimento personalizado e em geral, também se ocupam da limpeza da casa.

- Você terá que se acostumar a que haja uma pessoa alheia à família dentro da sua casa.

- Terá que ter ma estratégia caso a babá falte.

- É complicado ter certeza absoluta que seu filho está sendo cuidado e alimentado da forma correta.

Vantagens de mandar o bebê a uma creche

- Os horários amplos permitem ir ao trabalho tranqüila.

- As crianças tem acompanhamento pedagógico e nutricional.

- São pessoas treinadas e com experiencia.

- A criança é estimulada pedagogicamente, ou seja, aprende muitas coisas novas e educativas.

- A criança desfrutará da companhia de outras crianças, apredendo a dividir e a se socializar.

- Normalmente é mais barato que contratar uma babá.


Desvantagens

- Não é atendimento personalizado.

- As crianças podem se contagiar com vírus e bactérias, sendo freqüentes os resfriados ou gripes, o que também pode acontecer com a criança que fica com babás, mas com menos freqüência.

- Você terá que expor o bebê ao clima todos os dias. Não terá opção de deixá-lo em casa se chove muito.

- Ele vai ter que se acostumar a um ambiente totalmente novo.

Cada familia é um mundo, sendo que não há soluções universais que sirvam para todos. Independente da opção que você escolher, o importante é que seja a que melhor se adapte às suas necessidades.

Fonte: Site Huggies

Adoecendo na madrugada!

 

Dia, tarde, noite ou madrugada. Os pequenos não têm hora marcada para ficarem doentes. Uma grande preocupação dos pais é quando seus filhos ficam adoentados em plena madrugada.

Qual a melhor coisa a fazer? "Perturbar" o pediatra com um telefonema bem na hora do sono dele? Ir ao pronto socorro infantil? Ou cuidar em casa e levá-lo ao médico pela manhã?

Como preparar seu corpo para a gravidez!

Escrito para o BabyCenter Brasil

"É sempre a situação ideal estar com o corpo em perfeitas condições antes mesmo de engravidar. Se puder, pense em fazer esse planejamento com bastante antecedência, de um ano até, para que as mudanças na sua alimentação e no seu estilo de vida possam já ter tido efeito. Caso você já tenha algum problema de saúde, como epilepsia, asma ou diabete, é provável que tenha de modificar o tratamento antes de engravidar. De qualquer maneira, marque uma consulta com o médico que a acompanha pelo menos três meses antes de começar a tentar.

A Importância do Ácido Fólico das tentativas à gestação!

Oi meninas, resolvi escrever um pouco sobre a importância do ácido fólico, pois tenho me preocupado com muitas mulheres que nem sabem o que é e para que serve.

Quando se deseja engravidar, uma providência imprescindível é iniciar o tratamento com ácido fólico o quanto antes, tomar diariamente e ininterruptamente até as 12 semanas de gestação. 

A divisão celular ocorre nas 1as semanas de gravidez e é nessa fase que o ácido fólico ajuda mais, por isso é tão importante iniciar a ingestão meses antes da gravidez, equilibrando as taxas da vitamina no organismo e preparando-o para a gestação. O ácido fólico é uma vitamina do complexo B, vitamina B9, importantíssima para todas as pessoas, mas imprescindível para as futuras mamães. Ele auxilia, além da divisão celular, na formação sangüinea, evitando anemia, e de tecidos, na produção de DNA e RNA, podendo prevenir câncer gerado por alterações de DNA/RNA.

Andador: um atraso na vida dos bebês?!

Oi meninas, li essa matéria no site do Guia do Bebê e achei legal compartilhar, claro que não dá pra radicalizar, cada mamãe deve decidir o que acha melhor para o seu bebê, mas achei importante compartilhar:

"Andador: um atraso na vida dos bebês


Como é lindo ver seu bebê com maior liberdade de explorar o espaço mesmo quando ainda não anda, mas usa um andador. O grande erro dos pais – em seu total desconhecimento - é achar que o andador ajudará no aprendizado da criança ao começar a andar. Isso não é verdade. O andador traz prejuízos no desenvolvimento psico e motor do bebê.

Depressão pós-parto por Denise Domingos

O filho desejado está nos braços, mas à alegria misturam-se sentimentos confusos que, definitivamente não estavam nos planos da mãe. Planejamos um cotidiano de novidades maravilhosas ao lado do bebê que, afinal, geramos e ajudamos chegar ao mundo. Mas uma nuvem escura insiste em zerar a auto-estima no momento em que queremos, apenas, ser felizes.

Essa nossa nova coluna quer tirar a culpa que a gente sente quando isso acontece. Vamos falar de um problema que atinge a muitas mulheres após o nascimento do bebê, a depressão pós-parto, e provar que não é só você que se sente ou se sentiu “esquisita” nessa época.

Vida de Mãe traz o depoimento de Adriana, que conta como superou a depressão pós-parto e que, após dois anos e meio do nascimento da filha Natali, ainda se recupera com a ajuda medicamentos e da psicoterapia. E finaliza com as dicas da terapeuta Márcia Fraga Sampaio, que soube analisar com um olhar de especialista, mas também muito feminino, a situação.

Tratamentos para Ovários Policísticos

Tratamento do Policístico (SOP): O tratamento da infertilidade da mulher pode ser categorizado em três estágios definidos. Esses tomam a forma de etapas consecutivas. Em muitos casos, a primeira etapa pode ser bem-sucedida, dessa forma não havendo necessidade da segunda e da terceira etapas.


Primeira Etapa Citrato de Clomifeno: Se a investigação indica um problema ovulatório, a terapia hormonal provavelmente será recomendada. Usualmente, o médico começa a indução da ovulação com a medicação chamada citrato de clomifeno. O citrato de clomifeno é prescrito para mulheres com disfunção ovulatória cujos parceiros masculinos são férteis. Em um ciclo normal, o hipotálamo libera um hormônio chamado hormônio liberador de gonadotrofina (GnRH) no início da fase folicular. Se o hormônio é liberado numa quantidade muito pequena ou muito grande, não ocorrerá o desenvolvimento normal do folículo e a ovulação. O citrato de clomifeno estimula a liberação de GnRH, que por sua vez faz com que a glândula pituitária libere mais FSH e LH, estimulando o crescimento folicular nos ovários.Se a terapia com citrato de clomifeno é inefetiva após três ou quatro ciclos, as medicações contendo FSH e LH podem ser prescritas.

Fase de adaptação à creche

Uma das principais preocupações dos Pais em relação à iniciação da Creche dos seus filhos é a Adaptação.

Quando os pais colocam o seu filho numa creche são portadores de vários receios e de imensas dúvidas:

Cardápio do bebê!

Aos 6 meses, é hora de apresentar ao pequeno os primeiros alimentos sólidos. Pedimos ajuda a um especialista para explicar, tintim por tintim, como deve ser feita essa transição

Você leu tudo o que encontrou por aí sobre bebês, ouviu os conselhos das amigas e os palpites dos familiares - todo mundo guarda uma dica especial para presentear as mães de primeira viagem. No entanto, em vez de ajudar, tanta informação acabou gerando ainda mais dúvidas. A alimentação da criança, por exemplo, é uma delas. Sabe-se que por volta dos 6 meses é chegada a hora de o pequeno provar os primeiros alimentos sólidos - sem deixar de lado as mamadas, claro. Mas a verdade é que ninguém explica direito como fazer, por onde começar e o que evitar.

Pedimos uma mãozinha ao pediatra e nutrólogo Fábio Ancona Lopez, da Universidade Federal de São Paulo, para detalhar o que deve ser feito na hora de oferecer ao filho a alimentação complementar ao aleitamento. Confira o passo-a-passo:

O estresse afeta as chances de engravidar?

O estresse é uma praga dos tempos modernos. Ele causa problemas bem sérios e contribui para o aparecimento de várias doenças. Se você anda se sentindo muito estressada e está tentando ter um bebê, fique ainda mais atenta. Afinal, o estresse pode, sim, afetar suas chances de engravidar.

E, se você está tentando engravidar há algum tempo, é normal que se sinta ainda mais nervosa porque os resultados têm sido negativos. Se esse é o seu caso, você provavelmente já deve ter escutado conselhos do tipo: "relaxe, quando você estiver mais tranqüila vai acontecer".

Infecção Urinária na Gravidez!


Uma das alterações mais comuns que acometem a mulher durante a gestação é a infecção urinária, que atinge de 10 a 20% das gestantes. As mamães devem ficar atentas ao primeiro trimestre da gestação, período que normalmente aparecem os sintomas dessa alteração.

A disfunção ocorre por razões explicáveis: a presença de glicose na urina da mulher grávida aumenta devido às alterações hormonais que ocorrem nesse período, deixando a uretra um ambiente mais propício à proliferação de bactérias.


HomeSobreAnuncieContato



Da Fertilidade à Maternidade - 2015 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger